Fisioterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1594 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
• Na antigüidade = entre 4.000 a.C. e 395 d.C. havia uma forte preocupação com as pessoas que apresentavam as chamadas "diferenças incomodas"; diferenças incomodas“ = termo utilizado para abranger o que na época era considerado de "doença".
• Havia uma preocupação em eliminar essas "diferenças incomodas "através de recursos, técnicas, instrumentos e procedimentos.
• Os agentes físicos jáeram utilizados para reduzir essas diferenças".
• Já utilizavam a eletroterapia sob forma de choques com um peixe elétrico no tratamento de certas doenças.
• O hábito de utilizar as formas de movimento como recurso terapêutico remonta há vários séculos antes da era cristã.
• Acreditava-se que o uso da ginástica estava nas mãos dos sacerdotes e que era empregada somente com fins terapêuticos,ou seja, os movimentos do corpo humano, utilizados no tratamento de disfunções orgânicas instaladas.
• 2698 a C. o imperador chinês Hoong-Ti criou um tipo de ginástica curativa que continha exercícios respiratórios e exercícios para evitar a obstrução de órgãos (Lindeman, 1970, p. 177).
• Na medicina Grega a terapia pelo movimento constituía uma parte do tratamento médico.
Galeno (130 a 199d.C.) consegui através de uma ginástica planificada do tronco e dos pulmões corrigir o tórax deformado de um rapaz até chegar á condições normais (LINDMAN, 1970, p.178).
• Já na idade média as "diferenças incomodas "eram consideradas como algo a ser exorcizado.
• Foi um período onde ocorreu uma interrupção dos estudos na área da saúde.
• As ordens eclesiásticas eram inimigas do corpo.
• Oshospitais da idade média tinham caráter eclesiásticos , localizavam-se junto aos mosteiros e suas salas de enfermos estavam ao lado das capelas, havendo inclusive altares na sala dos enfermos, não havendo local apropriado para a realização de exercícios (Lindeman, 1970, P.178).

• No Renascimento volta a aparecer alguma preocupação com o corpo saudável.
• O humanismo e as artesdesenvolveram-se e permitiram, paralelamente a retomada dos estudos relativos aos cuidados com o corpo e o culto ao "físico"
• ". Mercurialis apresentou princípios definidos para a ginástica médica que compreendiam:
1) exercícios para conservar um estado saudável já existente;
2) regularidade no exercício;
3) exercícios para indivíduos enfermos cujo estado pode exacerbar-se;
4) exercícios individuaisespeciais para convalescentes;
5) exercícios para pessoas com ocupações sedentárias. (Wheller, 1971, p. 9).

• No final do renascimento o interesse pela saúde corporal começa a especializar-se.
• Na fase de transição entre o renascimento e a fase da industrialização o uso de recursos físicos passa a ter influencia no mundo ocidental.
• Don Francisco Y Ondeano Amorós (1779-1849) que não eramédico, dividiu a ginástica em quatro pontos:
• a cinesioterapia com a finalidade de manutenção de uma saúde forte,
• tratamento de enfermidades,
• reeducação de convalescentes ,
• correção de deformidades.
(Lindeman, 1970, p.179).

• "G. Stebbin e B. Mesendiac" vêem como finalidade de seu sistema de prevenção de lesões corporais e suacorreção, (o sistema Mesendiac dá importância ao trabalho de sustentação muscular através da fisioterapia).
• Ling, um professor sueco de ginástica e massagens corretivas teve seu trabalho divulgado através de discípulos como Rothstein, um oficial que utilizava exercícios preventivos e corretivos nos cuidados com o corpo, na Alemanha.
• Na época da industrialização volta o interesse pelas"diferenças incomodas".


• O novo sistema maquinizado, otimizava a crescente produção industrial trouxe o excesso de trabalho, onde a população oprimida era submetida a exaustiva e excessivas jornadas de trabalho, as condições
alimentares e sanitárias eram precárias provocando novas doenças como as epidemias de cólera, tuberculose pulmonar, alcoolismo, e os acidentes do trabalho. .
• Surge...
tracking img