Fisiologia digestiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 42 (10390 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo de Fisiologia
PRINCÍPIOS GERAIS DA FUNÇÃO GASTROINTESTINAL

Fisiologia Digestiva

ANATOMIA FISIOLÓGICA DA PAREDE GASTROINTESTINAL A parede intestinal é formada pelas seguintes camadas, de fora para dentro: 1. Serosa 2. Camada Muscular Longitudinal 3. Camada Muscular Circular 4. Submucosa 5. Camada Muscular da Mucosa 6. Mucosa As funções motoras do intestino são realizadas pordiferentes camadas de músculos lisos. O Músculo Liso Gastrointestinal Funciona como um Sincício. No interior de cada feixe muscular, as fibras musculares se conectam eletricamente através de uma grande quantidade de complexos juncionais, que asseguram baixa resistência à movimentação dos íons de uma célula muscular para a seguinte. Assim, os sinais elétricos de uma fibra muscular passam rapidamente deuma fibra para a seguinte. Os feixes musculares estão fundidos uns aos outros em diversos pontos, de maneira que, na verdade, cada camada muscular representa uma rede de feixes de músculo liso. Assim, cada camada muscular funciona como um sincício, isto é, quando um potencial de ação é disparado em qualquer ponto dentro da massa muscular, ele geralmente se propaga em todas as direções no músculo.ATIVIDADE ELÉTRICA DO MÚSCULO LISO GASTROINTESTINAL É excitado por atividade elétrica intrínseca, contínua e lenta, que consiste em dois tipos de ondas elétricas: (1) ondas lentas e (2) potenciais em espículas. Ondas Lentas. As contrações gastrointestinais ocorrem ritmicamente, e esse ritmo é determinado pela frequência das ondas lentas do potencial da membrana do músculo liso. Essas ondas nãosão potenciais de ação, e sim, mudanças lentas e ondulatórias no potencial de repouso da membrana. Suas intensidades variam entre 5 e 15 mV, e suas frequências variam de 3 a 12 por minuto. Elas são causadas por interações complexas entre as células do músculo liso e as células intersticiais de Cajal, que atuam como marcapassos elétricos das células musculares. Essas células formam uma rede e seuspotenciais de membrana sofrem mudanças cíclicas devido a canais iônicos específicos que se abrem periodicamente, permitindo correntes para dentro (marca-passo) e que, assim, podem gerar atividade em onda lenta. As ondas lentas não causam, por si sós, contração muscular, mas basicamente estimulam o disparo intermitente de potenciais em espícula, e estes, de fato, provocam a contração muscular.Potenciais em Espículas. São os verdadeiros potenciais de ação. Ocorrem automaticamente quando o potencial de repouso da membrana do músculo liso se torna mais positivo do que cerca de -40 mV (o potencial de repouso está entre -50 e -60 mV). Assim, toda vez que os picos das ondas lentas se tornam temporariamente mais positivos do que -40 mV, surgem os potenciais em espículas. Esses potenciais emespícula têm duração de 10 a 40 vezes maior que os potenciais de ação das grandes fibras nervosas. Os canais responsáveis pelos potenciais de ação no músculo liso intestinal são diferentes; eles permitem que grande quantidade de Ca2+ entre juntamente com quantidade menor de Na+ e, portanto, são denominados canais para cálcio-sódio. Esses canais abrem-se e fecham-se mais lentamente que os canais rápidosde Na+ das grandes fibras nervosas. Essa cinética mais lenta é responsável pela longa duração dos potenciais de ação. Por causa disso, como não há entrada de Ca2+ durante as ondas lentas, a contração do músculo liso ocorrerá somente durante os potenciais em espícula. Além das ondas lentas e dos potenciais em espícula, o nível basal do potencial de repouso do músculo liso também pode mudar. Sobcondições normais, o potencial de repouso é de -56 mV, mas diversos fatores podem alterar. Quando o potencial se torna menos negativo (despolarização), as fibras musculares tornam-se mais excitáveis. Os fatores que despolarizam a membrana são (1) estiramento do músculo, (2) estimulação pela acetilcolina, (3) estimulação pelos nervos parassimpáticos e (4) estimulação por diversos hormônios...
tracking img