Fisica - mru e mruv

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3068 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Estadual de Maringá
Departamento de ciências exatas
Departamento de física
Laboratório de física I


Movimentos retilíneos, e retilíneos uniformemente variáveis.

Academicos: _____________________________________________________________________________________________________________________________________________
R.A:__________________________________________

Turma:_________________________________________

Professor:_______________________________________

Maringá
28/03/12

Resumo:
Neste experimento trabalhamos o conceito de movimento retilíneo uniforme(MRU) e movimento retilíneo uniformemente variável (MRUV) de forma pratica.

Introdução:
Praticamente tudo que vemos tem movimento, alguns deles possuem um movimento continuoe uniforme que chamamos de movimento uniforme (MRU) que é o tipo mais simples de movimento, porem a grande maioria tem variações em seus tempo durante o movimento por isso a chamamos de movimento retilíneo uniformemente variável (MRUV).
. Neste relatório estudaremos sobre o MRU e MRUV, analisaremos os experimentos realizados no laboratório e os relacionaremos com as leis de Newton. Nossoobjetivo no decorrer deste experimento em relação ao MRU e o é verificar que a velocidade é constante na ausência de forças externas e em relação ao MRUV é também verificar eu a velocidade não se torna constante quando se agem forças externas.

Desenvolvimento teórico:

Nessa seção do relatório serão apresentados conceitos necessário para realização dos experimentos, tais como, velocidade média,velocidade instantânea, força resultante, tipos de “medidas” e também serão expostas as fórmulas no processo experimental, dentre as quais estão inclusas todas as fórmulas ou equações usadas para cálculo de cada desvio padrão.


No movimento retilíneo uniforme a aceleração é 0, logo, a velocidade é constante.

A velocidade media entre os instantes t e t' é definida por

Para determinara velocidade no instante t, devemos fazer o intervalo de tempo Dt tão pequeno quanto possível, no limite quando Dt tende a zero.

Porém este limite, é a definição de derivada de x relativa ao tempo t, que é a própria aceleração.
No caso do MRUV a aceleração é constante, portanto:

Assim:

De forma similar ao que foi feito com o MRU, como podemos escrever a função da velocidade emrelação ao tempo:

Essa é uma função linear, portanto sua representação num gráfico velocidade versus tempo é uma reta. A área entre essa reta e o eixo do tempo, em um intervalo temporal é o valor da distância percorrida nesse intervalo (a figura formada será um triângulo ou um trapézio). O coeficiente angular dessa reta em relação ao eixo do tempo é o valor da aceleração. Para se encontrar afunção da posição em relação ao tempo pode-se integrar a função acima, feito isso temos:

Essa nova função é quadrática representando uma parábola no gráfico espaço versus tempo. A velocidade no instante é igual ao coeficiente angular da reta tangente à parábola no ponto correspondente a .

Manipulando-se as equações é possível encontrar a velocidade em função do deslocamento, a chamadaEquação de Torricelli:

Essa equação é particularmente útil quando se quer evitar a variável tempo.

Analogamente, pode-se manipular as equações anteriores para se evitar a variável aceleração, chegando-se a:



Força é um dos conceitos fundamentais da Física newtoniana. Relacionado com as três leis de Newton, é uma grandeza que tem a capacidade de vencer a inércia de um corpo, modificandolhe a velocidade (seja na sua magnitude ou direção, já que se trata de um vetor). Citação: Força: qualquer agente externo que modifica o movimento de um corpo livre ou causa deformação num corpo fixo. Intuitivamente, a força se identifica com as noções de empuxo ou impuxo. A força, por ser também um vetor, tem dois elementos: a magnitude e a direção. A Segunda Lei de Newton , ("F = ma"), foi...
tracking img