Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (511 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE DO FILME: “A PRIMEIRA VISTA”
1.Relacione com cenas quatro dos conteúdos ou conceitos dodesenvolvimento psicomotor relacionados abaixo:A) Percepção espacial
- Virgil conta a distância pelonúmero de passos, e asdireções são seguidas a partir das “horas do relógio”. Algumas cenas quemostram o seu conhecimento sobre onde está são: durante o passeio comAmy, Virgil mostra onde fica a escolaem que sua irmã trabalha; ao final dopasseio, durante a chuva, ele descreve a casa como sendo alta e semparedes, através da sua percepção do local usando a audição; quando Virgilvai ensinar Amy apatinar no gelo, ele pede que ela coloque a sua bengala emum galho na margem do lago; ele precisa do tato para perceber formas como alata de refrigerante e a maçã.
B) Percepção temporal
- ao final dopasseio com Amy, durante a chuva, Virgildiz: “tem seu próprio ritmo, ouve esse ping, ping, ping?”
C) Coordenação motora fina
- no início do filme, Virgil aparece amarrando otênis. Em outra cena, eleestá cortando o pimentão para o jantar (que depois éadiado) com Amy.
E) Consciência corporal
- após a massagem em Amy, ele utiliza o tato parasentir o calor da vela e, assim, poder apagar o fogo.
F)Imagem corporal
- a princípio, ele não possui uma imagem de si mesmo, elenão se reconhece após se olhar no espelho.
2.Descreva o processo de aprendizagem e adaptação do portador denecessidadesespeciais (visual), que você detectou no filme.
O portador de deficiência visual precisa aprender a utilizar melhor os seusoutros sentidos. Utilizam, principalmente, o tato para reconhecer objetos,mastambém se utilizam dos outros sentidos e “aparelhos”, como o cão-guia ou abengala para auxiliá-los nos deslocamentos, e a audição para perceber o local.Para facilitar os deslocamentos, contam asdistâncias através da quantidade depassos, e as direções como os ponteiros de um relógio. A mudança de local dos
“Por que foi que cegámos, Não sei, talvez um dia se chegue a conhecer a razão, Queres que...
tracking img