Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1025 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Utilitarismo




1)      Qual a idéia central do Utilitarismo?

O utilitarismo baseia-se na compreensão empírica de que os homens regulam suas ações de acordo com o prazer e a dor, perpetuamente tentando alcançar o primeiro e escapar à segunda. Deste modo, uma moral que possa abarcar efetivamente a natureza humana precisa voltar-se para este fato, conduzindo-o às suas últimasconsequências. Nesta perspectiva, a utilidade, entendida como capacidade de proporcionar prazer e evitar a dor, deve constituir o primeiro princípio moral, isto é, seu valor supremo.
O utilitarismo é uma doutrina ética que coloca a utilidade como medida primordial do bem. 
Em Filosofia, o utilitarismo é uma doutrina ética que prescreve a ação (ou inação) de forma a otimizar o bem-estar do conjunto dos seressencientes. O utilitarismo é então uma forma de consequencialismo, ou seja, ele avalia uma ação (ou regra) unicamente em função de suas consequências.
Filosoficamente, pode-se resumir a doutrina utilitarista pela frase:
Agir sempre de forma a produzir a maior quantidade de bem-estar (Princípio do bem-estar máximo).
Pode-se dizer que do ponto de vista filosófico o Utilitarismo visa alcançar omaior valor da existência humana, a felicidade, não no sentido meramente individual, mas no aspecto coletivo. Economicamente, é também a vantagem de todos que deve servir de parâmetro para se tomar ou não uma decisão, ciente de que ela é ou não correta. Assim, ele é oposto ao cultivo do egoísmo e à tomada de atitudes impulsivas, que não medem as conseqüências. Segundo esta doutrina, a ação nãodepende da motivação de quem a pratica, pois uma intenção negativa pode gerar conseqüências úteis e benéficas.
Trata-se então de uma moral eudemonista (é uma doutrina segundo a qual a felicidade é o objetivo da vida humana. A felicidade não se opõe à razão,mas é a sua finalidade natural), mas que, ao contrário do egoísmo, insiste no fato de que devemos considerar o bem-estar de todos e não o de umaúnica pessoa.
Antes de quaisquer outros, foram Jeremy Bentham (1748-1832) e John Stuart Mill (1806-1873) que sistematizaram o princípio da utilidade e conseguiram aplicá-lo a questões concretas – sistema político, legislação, justiça, política econômica, liberdade sexual, emancipação feminina, etc.










2) Qual a contribuição de Stuart Mill para a economia e a política?
Stuart Mill éconsiderado um dos principais expoentes da economia em razão de sua criatividade e de suas contribuições inovadoras e, ao mesmo tempo, é ignorado por não ter conseguido “amarrar” bem suas idéias, que tiveram que ser aperfeiçoadas por diversos economistas e pensadores de gerações posteriores. Stuart Mill enfatiza, no principio da utilidade, a busca da felicidade, pois procurou combinar outilitarismo (que observou de Jeremy Bentham) com o socialismo, em que ressaltou o valor do altruísmo, como forma de superação do egoísmo. No campo da economia (o de sua maior contribuição), suas idéias refletem diversas influencias de outros pensadores contemporâneos, apresentando em sua evolução uma serie de contradições, a ponto de ser considerado um integrante do liberalismo clássico por alguns autorese um pré-socialista por outros. Ele próprio chegou a se autodefinir um socialista, como pode ser visto na citação a seguir:
“Nosso ideal de desenvolvimento final vai, mas além da democracia e nos classificaria decididamente sob a designação geral de socialismo. Consideramos que o problema social do futuro seja como reunir a maior liberdade individual de ação com a propriedade comum dasmatérias-primas do globo e uma participação igualitária de todos nos benefícios do trabalho associado.”
Nessa tentativa de conciliação de idéias socialistas com seus fundamentais utilitaristas ele fez uso de uma relação entre a religião e a moral, na qual admitiu que o aperfeiçoamento intelectual do homem servisse de base ao desenvolvimento social. Daí a principal critica de Marx a esse tipo de...
tracking img