Arte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1525 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ARTS AND CRAFTS (Artes e Ofícios) Em oposição ao crescente industrialismo surgiu esse movimento liderado pelo escritor e projetista britânico William Morris. Em finais do século XIX, influenciou desde as artes decorativas até papéis de parede e tecidos até o projecto de livros. Em janeiro de 1891, Morris fundou a editora Kelmscott Press em Hammersmith, Londres para produzir exemplos de designaprimorado de impressão e livros. Ele desenvolveu tipos claros de letras, tais como seu tipo 'dourado' romano, que foi inspirado pelo tipo do antigo tipógrafo veneziano Nicolaus Jenson, e bordas decorativas medievalizadas para livros que eram inspirados pelos incunabula do século XV e suas ilustrações talhadas em madeira. A seleção de papel e tinta e a preocupação com a integração completa entre tipoe decorações nas páginas fez da Kelmscott Press a mais famosa das gráficas particulares do Movimento das Artes e Ofícios. Ela operou até 1898, produzindo 53 volumes e inspirando outras gráficas particulares. Entre os amantes de livros, sua edição de Os Contos da Cantuária é considerado um dos mais belos livros já produzidos.

Retorno à tradição artesanal da arte “feita para o povo, e pelopovo, como uma felicidade para quem fazia e quem usava”. Padrões de flores, folhas, e às vezes pessoas. Tudo estilizado e com muitas curvas, não havia muito volume.

A importante influência da escrita de John Ruskin no trabalho de William Morris

William Morris - 'Nature of Gothic„, Title Page from 'The Stones of Venice' by John Ruskin (Kelmscott Press, 1892))

William Morris - 'Windrush'lápis e aguarela, padrão para tecido,1881-83

William Morris - 'Tulip and Willow„, lápis e aguarela, padrão para livro, 1873

William Morris - 'Trellis' papel de parede, 1864

William Morris fabric.

1897, durante uma viagem a Inglaterra Gustav Sticklev inspirou-se nos reformistas britânicos como John Ruskin e William Morris. Subsequentemente criou uma linha de mobiliário com acabamentos àmão baseados na honestidade e na simplicidade. Gustav Stickley, 1901, publicou a revista Craftsman.

Christopher Dresser (bule e jarra para água, 1879) Harry Powell para James Powell de Whitefriars Glass (candelabros, 1900)

Surge uma nova capacidade decorativa, em que, o Homem deixa de anexar a decoração à estrutura, passando então a incluía-la na própria estrutura, sendo valido também, ocontrario. “O adorno, não diminui a funcionalidade, complementa-a. Assim conforme os ideais de Wiliam Morris, surge a criação de formas, que uniam em si, tanto o aspecto técnico, com o aspecto estético, a forma e a função. No entanto, é na área do mobiliário que se sente uma maior dificuldade, na materialização destes ideais. Dado que estes móveis eram produzidos industrialmente, não possuíam a mesmaqualidade e beleza dos seus originais manufacturados, sendo quase sempre reles imitações, criando uma contradição com os ideais do movimento. Pelo contrário nas artes gráficas os resultados são inúmeros.

Em Inglaterra e na sequência do Arts & Crafts surgirá Liberty & Company.

Archibald Knox para Liberty & Co, (relógio de mesa, 1902)

AUBREY BEARDSLEY

Arte Nova (1892-1914) Europa,final do séc. XIX
Art Nouveau em França; Jugendstil na Alemanha; Liberty na Inglaterra; Stile Liberty na Itália; Sezessionstil na Áustria; Modernismo em Espanha; Arte Nova em Portugal.

A Bélgica, é considerada por alguns historiadores como o berço deste movimento, sendo a “Casa Tassel” de Victor Horta o primeiro exemplo desta nova arte, por nela reunir características dos movimentos anteriores,muitíssimo importantes para o desenvolvimento deste novo estilo.
A novidade, está na maneira de trabalhar os materiais. Como o ferro, em que as formas vegetalistas das colunas e dos candeeiros, se misturam, com a decoração do chão, criando uma homogeneidade e harmonia, entre a estrutura e a decoração. A grande preocupação, é a inter-relaçao entre a parte emotiva e a parte racional, o elemento...
tracking img