Filosofa exame

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8566 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Argumentação e lógica formal
1.1 Validade e verdade
- O que é a lógica?

Correntemente, usamos as palavras “lógica” e “lógico” para caracterizar o processo de derivar, dos conhecimentos já adquiridos, outros que são suas consequências. Chamamos a este processo raciocinar (a partir de dois ou mais juízos obtém-se uma conclusão).

Um argumento é um conjunto de proposições [verbalizaçãodo juízo (afirmação ou negação de algo)] organizadas tendo em vista a defesa de uma determinada tese ou ponto de vista, de tal modo que a conclusão a que chegamos tenha por base outra ou outras proposições a que chamamos premissas. No argumento relacionamos as premissas, para delas derivar uma conclusão. Argumentar é verbalizar o raciocínio.

Premissas são as proposições usadas como ponto departida ou justificação da conclusão.

Conclusão é a proposição que se deriva ou infere das premissas, sendo por estas justificada.

Inferência é o processo que permite passar das premissas à conclusão.

Deste modo, a lógica ensina a pensar:
* A lógica estuda o processo de inferência para demonstrar a validade dos argumentos, isto é, para avaliar se a conclusão foi bem ou mal derivadadas premissas ou se estas são uma boa razão para a sustentar;

* Um argumento cuja conclusão se segue das premissas é um argumento válido;

* O objectivo da lógica é compreender e demonstrar a validade dos argumentos (ou seja, se a conclusão deriva das premissas) e não a verdade das proposições que a constituem (não se preocupa em saber se as proposições de uma inferência sãoverdadeiras ou falsas).

Podemos concluir, portanto, que:

A lógica é o estudo das inferências ou argumentos válidos. É, como podemos ver, a ciência do pensamento que tem como objectivo testar a validade do pensamento / argumento.

Argumento válido – todo aquele em que a conclusão é inferida correctamente, isto é, quando a conclusão decorre das premissas e é sustentada ou legitimada por elas.

Asfinalidades da lógica são:
- Formular as regras a que os argumentos devem obedecer para serem válidos;
- Distinguir as formas válidas das formas não válidas;
- Desenvolver técnicas de avaliação dos argumentos.

Para que serve a lógica?

Princípios lógicos da razão:

* Princípio da Identidade – todo o objecto é idêntico a si mesmo (A é A);

* Princípio da Contradição ou daNão-contradição – não podemos afirmar ao mesmo tempo uma coisa e o seu oposto (não é verdade A e não A);

* Princípio do Terceiro Excluído – uma coisa é ou não é; não há uma terceira possibilidade (A ou não A).

- Frase declarativa e proposição

Dissemos, então, que fazer uma inferência ou formular um argumento é retirar conclusões a partir de premissas.

Frases declarativas – frases quedizem algo sobre a realidade, tendo, por isso, valor de verdade. São frases que expressam uma proposição.

Dizemos que uma frase tem valor de verdade, ou valor lógico, quando o pensamento nela expresso – a que chamamos proposição – é verdadeiro ou falso.

Proposição – pensamento expresso numa frase declarativa.

Argumentos na forma padrão

Chamamos forma padrão ou forma canónicade um argumento ao modo estabelecido para o apresentar, enunciando primeiro as premissas e depois a conclusão.

- Validade e forma


A validade de um argumento não depende da verdade ou da falsidade das proposições que constituem as premissas e a conclusão, mas do modo como estão relacionadas.

A validade lógica é uma propriedadeda estrutura dos argumentos, pois o tipo de relação estabelecida entre as premissas leva a uma determinada conclusão, que é sempre verdadeira se as premissas forem verdadeiras.

Argumento válido – quando de premissas verdadeiras é impossível derivar conclusões falsas.


Forma lógica – estrutura de um argumento expressa no modo como estão...
tracking img