Filmes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 41 (10026 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Monteiro Lobato e a emergência da política do petróleo no Brasil
Paulo Roberto de Almeida
Doutor em Ciências Sociais e diplomata de carreira.
Professor de Economia Política Internacional no Mestrado em Direito
do Centro Universitário de Brasília (Uniceub).
E-mail: pralmeida@mac.com; website: www.pralmeida.org.
Capítulo de colaboração ao livro:
Omar L. de Barros Filho e Sylvia Bojunga(orgs.),
Potência Brasil: Gás natural, energia limpa para um futuro sustentável
(Porto Alegre: Laser Press Comunicação, 2008, 144 p;
ISBN: 978-82-61450-01-4; p. 12-33).

1. Revolução industrial e energia: o papel central do petróleo
Nos últimos dois séculos e meio, as sociedades contemporâneas conheceram fases sucessivas de
um processo complexo de revoluções industriais, iniciado a partir de umnúcleo original – a Inglaterra
de meados do século XVIII – mas que se disseminou progressivamente para outros continentes e
sociedades, até atingir virtualmente todo o planeta até o final do século XX. Criou-se, depois de dez
mil anos de predominância das atividades agrícolas, complementada por manufaturas elementares,
aquilo que a historiografia especializada chama de civilização industrial,atualmente em curso de
substituição pelo que se considera ser uma sociedade pós-industrial (mas que ainda deve o essencial de
suas características sócio-econômicas à indústria). Cada uma dessas revoluções econômicas e sociais
foi animada por um sistema produtivo específico, vinculado a uma forma de energia predominante e a
um produto símbolo. 1
O Brasil, como é sabido, chegou tardiamente àprimeira revolução industrial, deslanchada pela
máquina a vapor e movimentada por combustíveis como a madeira e o carvão fóssil, este último
associado à ascensão do aço, ainda dominante na moderna sociedade pós-industrial. Ele também
chegou tarde à segunda revolução industrial, iniciado um século depois, com base na química e na
eletricidade, sobretudo no petróleo, com os motores à explosão,funcionando a diesel ou a gasolina; o
automóvel foi o seu resultado mais conspícuo e, de certa forma, ele continua sendo o símbolo da
moderna sociedade industrial. A eletricidade também passou a ser produzida a partir de fontes
hidráulicas, ainda que em muitas sociedades as fontes térmicas tenham permanecido como forma
essencial de produção de energia.
As razões do atraso econômico e industrialdo Brasil são múltiplas, geralmente devidas a uma
série de motivos estruturais – logísticos, tecnológicos, educacionais –, mas basicamente em função de
equívocos de política econômica e deficiências institucionais. Sem dispor de carvão de qualidade ou
de petróleo abundante, durante a maior parte de seu processo de industrialização, o País consumiu

1

Para uma história sintética dasrevoluções industriais no Ocidente desenvolvido, ver o livro do historiador
americano David S. Landes, Prometeu Desacorrentado: transformação tecnológica e desenvolvimento
industrial na Europa ocidental, de 1750 até os dias de hoje (2ª ed.; Rio de Janeiro: Campus, 2005).

1

muita madeira combustível, mas passou a dispor de uma matriz energética essencialmente renovável, a
partir da eletricidade defontes hidráulicas e, mais recentemente, de combustível extraído da biomassa.
Quando os países avançados já enveredavam pela terceira revolução industrial, a da moderna
indústria eletrônica, no segundo pós-guerra, o Brasil conseguiu, finalmente, construir uma base técnica
relativamente satisfatória em seu sistema industrial, em meados da segunda metade do século XX.
Mas a carência em petróleocontinuou preocupando as lideranças do País, não só pelos efeitos
negativos no balanço de pagamentos, mas sobretudo pelo lado estratégico e militar, da segurança
nacional.
Mais recentemente, o Brasil passou a dispor de uma produção científica respeitável para os
padrões do mundo em desenvolvimento, apesar de enfrentar dificuldades consideráveis na
transposição desse conhecimento...
tracking img