Filme: o nome da rosa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1118 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
• ficha técnica
Nome: O Nome da Rosa
Diretor: Jean Jacques Annaud
Ano: 1986
Produção: Jake Eberts
Bernd Eichinger
Thomas Schühly
Elenco Original: Sean Connery
Christian Slater
F. Murray Abraham
Michael Lonsdale
ValentinaVargas
Gênero: Drama/Suspense
Idioma: Inglês
Duração: 130 min

• Descrição dos personagens


William de Baskerville - É um frade franciscano que no ano de 1327 investiga uma série de estranhas mortes ocorridas em um mosteiro italiano, é bastante intelectual e de postura humanista.
Adso de Melk - Escrivão e discípulo, o filho caçula do barão de Melk.
Bernardo Gui - Poderoso Inquisidor queestá determinado a erradicar a heresia através da tortura.
Jorge de Burgos - Monge místico e cego, guardião da biblioteca da abadia, onde se desenrola. É descrito como “a própria memória da biblioteca”.
Remigio da Varagine
Severinus
O abade
Malachias
Ubertino da Casale
Berenger
Venantius
A garota
Salvatore
Michele da Cesena
Hugh de Newcastle
Pietro d'Assisi
Cuthbert de WinchesterCardeal Bertrand
Jean d'Anneaux
Bispo de Alborea

• Apresentação do filme

O filme “o nome da rosa” se passa em 1327, quando William de Baskerville (Sean Connery), um monge franciscano e renascentista, e Adso Von Melk (Christian Slater), um noviço que o acompanha, chegam a um mosteiro beneditino no norte da Itália para participar de uma reunião e decidir se a Igreja deve doar parte de suasriquezas, porém, várias mortes começam a ocorrer e as vítimas aparecem sempre com as pontas dos dedos e a língua roxa, desta forma a atenção é totalmente desviada. Com uma incrível capacidade de dedução William de Baskerville e seu noviço começam a investigar os fatos, os mais religiosos acreditavam que era obra do demônio, mas William de Baskerville não aceitava esta opinião.
A Baixa IdadeMédia (século XI ao XV) é marcada pela desintegração do feudalismo e formação do capitalismo na Europa Ocidental. Nesse período ocorrem, transformações na esfera econômica, social e política. 
Durante a Idade Média umas das práticas mais comuns nas bibliotecas dos mosteiros eram apagar obras antigas escritas em pergaminhos e sobre elas escrever novos textos. Eram os chamados palimpsestos, livretes emque textos científicos e filosóficos na Antigüidade clássica eram raspados das páginas e substituídos por orações rituais litúrgicos. No “O nome da Rosa”, a biblioteca era um labirinto e quem conseguia chegar ao final era morto. Só alguns tinham acesso.
A informação restrita a alguns poucos representava dominação e poder. Era a idade das trevas, em que se deixava na ignorância todos os outros.Antes que William de Baskerville conclua as investigações Bernardo Gui (F. Murray Abraham), o Grão-Inquisidor, chega ao local e está pronto para torturar qualquer suspeito de heresia que tenha cometido assassinatos em nome do diabo. Considerando que ele não gosta de Baskerville, ele é inclinado a colocá-lo no topo da lista dos que são diabolicamente influenciados. Esta batalha, junto com uma guerraideológica entre franciscanos e dominicanos, é travada enquanto o motivo dos assassinatos é lentamente solucionado.
Mas no momento em que Bernardo Gui se prepara para acender a fogueira da Inquisição, William e Adso voltam à biblioteca labiríntica e descobrem uma verdade extraordinária, ali estava todos os livros proibidos, um saber que é ainda estritamente pagão (especialmente os textos deAristóteles), e que pode ameaçar a doutrina cristã. Como diz ao final Jorge de Burgos, o velho bibliotecário, acerca do texto de Aristóteles – a comédia pode fazer com que as pessoas percam o temor a Deus e, portanto, faz desmoronar todo esse mundo. 
O filme é direto e bem claro quando aos acontecimentos da época, em que a Igreja controlava o Estado, retirava do povo o direito do conhecimento, os...
tracking img