Fichamento de medieval

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3947 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Perroy, Édouard. A Idade Média : O Período Da Europa Feudal, do Islã Turco E Da Ásia Mongólia. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994. |FICHA
1 | |
| |
|A nova primavera da Europa (séculos XI-XII)|

|PÁG. 15 |Na introdução do capítulo 1, o autor comenta sobre esse “senso comum” entre os historiadores, em dizer que o ano 1000 foi |
| |marcado pelo grande temor da virada (sobre o temor do ano 1000, ver Duby, Georges. Ano 1000, ano 2000: na pista de nossos |
| |medos) e as tentativas da igreja emcombater essa crença apocalíptica nas amplas camadas populares; e afirmar que, a partir |
| |do ano 1000, surgirá uma “brilhante aurora”. |
| |Perroy explica que os perigos de invasões e migrações de vários povos já foram superados a partir do ano 1000, e inicia-se um|
||movimento de expansão (econômica, demografia e social) durante os séculos XI e XII. |
|PÁGs. 15 e 16 |Por fim, explica que o feudalismo instala-se e aproveita-se do “surto de todas as coisas” (entenda-se por “surto de todas as |
| |coisas”: desenvolvimento econômico, político e social) ocorridos entre os séculos X e XII, adquirindoao mesmo tempo, “mais |
| |flexibilidade e segurança”. |
| | |


|Perroy, Édouard. A Idade Média : O Período Da Europa Feudal, do Islã TurcoE Da Ásia Mongólia. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, |FICHA |
|1994. |2 |

| |
|I – sociedade feudal|

|PÁG. 16 |Na introdução da primeira parte do capítulo 1 (sociedade feudal) Perroy comenta as mudanças ocorridas na Europa, a partir do |
| |século XI, caracterizadas pela sociedade feudal. Entre essas mudanças devemos destacar o “fim” dos grandes domíniospolíticos|
| |dos soberanos. As realezas não são depostas. São apenas desposadas de seu poder efetivo. O rei continua tendo prestígio e |
| |“poder” religioso (junto com a igreja, é claro), pois o rei continua sendo considerado acima de todos os homens em virtude do|
| |seu caráter divino (concedido pela igreja durante a coroação) esobrenatural (reis taumaturgos). O autor esclarecesse que o |
| |rei, apesar de perder grande parte de seu poder, não é vassalo de ninguém e continua com a sua função de manter a paz no |
| |reino. |
|PÁG. 17 |Essas mudanças na organizaçãopolítica e social são temas das canções de gesta que, segundo Perroy, “o contraste entre a real|
| |mediocridade do soberano e a elevada missão que deveria desempenhar constitui precisamente um dos temas de certas canções de |
| |gesta francesas, das que, como Charroi de Nimes ou Couronnement de Louis, exprimem fielmente os sentimentos da grande |
|...
tracking img