Ferramentas erp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2171 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de dezembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
Ferramentas ERP (Enterprise Resource Planning)

TSI – Tecnologias de Sistemas de Informação

Índice

Introdução 3
Definição de ERP (Enterprise Resource Planning) 4
História 5
Vantagens de um sistema ERP 6
Desvantagens de um sistema ERP: 7
Factores críticos de sucesso 8
Importância das ERP para as empresas 9
Exemplo de ERP aplicado ao Turismo 10
ERP 2 13
Conclusão 14
Bibliografia15

Introdução

Depois de nos ser lançado o desafio de realizar um trabalho para a disciplina de TSI – Tecnologias de Sistemas de Informação, vamos falar e desenvolver um pouco sobre ERP (Planeamento de Recursos Empresariais), o que são e um pouco da sua história. Sobre as suas vantagens e desvantagens e factores críticos de sucesso. Falaremos ainda da importância das ERP para asempresas e de ERP2. Por fim mencionaremos um exemplo aplicado ao turismo.

Definição de ERP (Enterprise Resource Planning)

ERP é como as próprias iniciais o dizem: Planeamento de Recursos Empresariais, ou seja é um sistema de informação que actua numa estrutura para integrar e automatizar muitos dos processos de negócios que devem ser realizados pelas funções de produção, logística,distribuição, contabilidade, finanças, recursos humanos, entre outras funções dentro de uma emrpesa.

Em geral ERP é um software que é utilizado para integrar os mais diversos departamentos numa empresa.

Os ERP caracterizam-se como sistemas de informações gerênciais que têm como objectivo principal a integração, consolidação e aglutinação de todas as informações necessárias para suportaras necessidades de informação para a tomada de decisão gerêncial de um empreendimento (CORREA et. al. 2001 e PADOVEZE, 2003).

Segundo Schimidt Neto (2005), os distemas ERP foram desenvolvidos como uma consequência natural do processo de globalização que causou impactos directos nos sistemas de informação de gestão de empresas, conduzindo assim à necessidade de se mudar o foco dos seusprodutos e serviços com que existisse uma gestão de recursos internos, para assim existir uma solução virada ao ambiente externo da empresa e para inteligência de negócios.

Segundo Constantinides e Spathis (2004), numa pesquisa realizada a 26 empresas na Grécia, permitiu verificar que com a implantação dos sistemas ERP foi possível reduzir os custos, aumentar as vendas e facilitar asdecisões de gestão dos processos e das operações. Apontou, ainda, que, entre as mudanças mais consideráveis na contabilidade estão as maiores possibilidades de gerar informações em tempo real, sobretudo as informações que podem incidir com tomada de decisões, em função da significativa diminuição do tempo necessário para criar os relatórios.

História

Foi na década de 50 quando se deu oinicio dos conceitos modernos de controlo tecnológico e gestão corporativa, a tecnologia existente na época baseava-se nas gigantescas “mainframes”. A automatização era bastante cara e lenta.

No inicio da década de 70 verificou-se uma expansão económica e maior disseminação computacional que viria a provocar o aparecimento dos MRP’s (o avô dos ERP’s), MRP (Material Requirement Planning[Planeamento das requisições de materiais]) que tinham como missão possibilitar o planeamento do uso de matérias-primas e administração das mais diversas etapas dos processos produtivos.

A década de 80 seria o continuar da evolução que marcou o início das redes de computadores ligados a servidores (eram assim mais baratos e mais fáceis de utilizar). Os MRP’s passam a MRP’s II (ManufacturingResource Planning – Planeamento dos Recursos de Manufactura). Na prática estes MRP’s II já podiam designar-se de ERP pela abrangência de controlos e a sua forma de gerência.

Assim sendo o nome de ERP ganharia nos anos 90’ bastante força graças em grande parte a evolução das redes de comunicação entre computadores e também por ser uma ferramenta importante na gestão de vários sectores....
tracking img