Febre amarela

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3587 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A febre amarela é uma doença infecciosa, para a qual está disponível uma vacina segura e altamente eficiente, causada por um flavivírus (o vírus da febre amarela), que ocorre na América e na África.
No Brasil, a febre amarela é geralmente adquirida quando uma pessoa não vacinada entra em áreas de transmissão silvestre (florestas). Uma pessoa não transmite febre amarela diretamentepara outra. Para que isto ocorra, é necessário que o mosquito pique uma pessoa infectada e, após o vírus ter se multiplicado, pique um indivíduo que ainda não teve a doença e não tenha sido vacinado.

Este membro da família Culicidae e pertencente ao subgénero Stegomya (por isso mesmo é conhecida muitas vezes por Stegomya aegypti) é originária das regiões egípcias, de onde deriva o seu nome.Esta espécie é muito temida nas várias regiões do globo em que habita, nomeadamente as regiões tropicais e subtropicais, devido a ser a transmissora de várias doenças, com destaques para a febre amarela e para o dengue. É uma espécie que habita em meios urbanos, tendo-se adaptado a habitats artificias, como por exemplo os pneus.

Estas doenças estão cada vez mais a alastrar-se pelo globo devido àevolução das redes de transportes, responsáveis pela disseminação destas espécies pelos quatro cantos do globo e também às alterações climáticas.

HISTORIA

A febre amarela afectou os espanhóis quando se estabeleceram nas Caraíbas, como em Cuba e na ilha de Santo Domingo e noutras regiões da América, matando muitos. Colombo terá sido obrigado a mudar a sua capital na ilha de Santo Domingoporque o local inicial tinha grande número de mosquitos transmissores que infectaram com a doença e mataram uma proporção considerável dos colonos.

Durante a revolução dos escravos na então colónia francesa de Santo Domingo, nos primeiros anos do século XIX, Napoleão Bonaparte enviou 40.000 tropas para assegurar a posse da colónia à França. As tropas no entanto foram dizimadas por uma epidemia defebre amarela e a revolução triunfou, fundando o Haiti. A perda de tantos soldados fez Napoleão desistir dos seus sonhos coloniais na América do Norte.

A primeira tentativa de construção do Canal do Panamá, pelos franceses no século XIX, fracassaram devido às epidemias de febre amarela. A segunda tentantiva, pelos EUA, só resultou graças às novas técnicas de erradicação de mosquitos e à vacinarecentemente desenvolvida.

A referência à febre amarela no Brasil data de 1685 com a ocorrência de surto em Olinda, Recife e interior de Pernambuco. Um ano depois atinge a população de Salvador, segundo o historiador Odair Franco. A febre amarela foi reintroduzida em 1849, (primeira grande epidemia ocorrida na capital do Império, Rio de Janeiro) - História da febre amarela no Brasil por JaimeLarry Benchimol, Casa de Oswaldo Cruz, fevereiro de 1994, quando um navio americano chegou a Salvador, procedente de New Orleans e Havana, infectando os portos e se espalhando por todo o litoral brasileiro. Em 1895, um navio italiano (Lombardia) é acometido de febre amarela ao visitar o Rio de Janeiro – onde quase não existia esgoto e a infra-estrutura sanitária era extremamente precária – desde orecolhimento do lixo ao abastecimento de água até o comércio de alimentos nas ruas, sem nenhuma condição de higiene e a população em geral vivia em cortiços: a entrada de um deles era decorada com cabeças de suíno, surgindo daí a expressão “cabeça de porco”. O Brasil "turístico" era, então, considerado perigoso por conta das enfermidades infecciosas. As agências de viagem na Europa operavam diretopara Buenos Aires, sem escala, privando o Brasil do transporte marítimo e da exportação do café. Uma intrincada rede de acontecimentos afeta o país, a partir desse cenário: a cafeicultura era prejudicada – a mão-de-obra era emigrante e vulnerável à febre amarela; não havia como pagar a dívida externa – sobretudo contraída com bancos ingleses.

Uma grande epidemia de febre amarela matou mais de...
tracking img