Farmacologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2560 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PROBLEMA
PACIENTE PROCURA ATENDIMENTO NA EMERGÊNCIA DO HC COM FALTA DE AR, CHIADEIRA DO PEITO, TOSSE SECA NÃO PRODUTIVA.

1. DESCOMPENSAÇÃO DE UMA ICC ? 2. CRISE DE MAL ASMÁTICO ?

3. PNEUMONIA ?

Diagnóstico: O problema é caracterizado por broncoconstricção que aumenta a resistência a passagem do ar.

PROBLEMA:como fazer chegar o medicamento a sua biofase (local de ação).

“OSFÁRMACOS NÃO ATUAM À DISTÂNCIA”

QUE VIA DEVEMOS ESCOLHER PARA ASSEGURAR ?

• MENOR POSOLOGIA
• MENOR LATÊNCIA • MAIOR EFICÁCIA • MENOR TOXICIDADE
INICIALMENTE A DRENALINA POR VIA SUBCUTÂNEA PORQUE NÃO É ABSORVIDA POR VIA ORAL CORTICÓIDES POR VIA ORAL , VIA INTRAMUSCULAR OU ENDOVENOSA AGONISTAS BETA2 ADREÉRGICOS POR VIA ORAL AGONISTAS BETA2 POR VIA INALATÓRIA (NEULIZAÇÃO)

AGONISTAS BETA2 PORVIA INALATÓRIA (SPRAY)

FARMACOTERAPIA
AO DESENVOLVERMOS UM MEDICAMENTO É NECESSÁRIO AVALIAR OS SEGUINTES EVENTOS
FARMACÊUTICO A DROGA CONSEGUE PENETRAR NO ORGANISMO?
A DROGA CONSEGUE ATINGIR LOCAL DE AÇÃO? A DROGA CONSEGUE PRODUZIR O EFEITO DESEJADO? OEFEITO FARMACOLÓGICO PODE TRANSFORMAR-SE EM EFEITO TERAPÊUTICO APROPRIADO?

FARMACINÉTICO

FARMADINÂMICO

TERAPÊUTICO

VIA DEADMINISTRAÇÃO
REPRESENTA O LOCAL QUE ESCOLHEMOS PARA ADMINISTRAÇÃO DE UM MEDICAMENTOS A VIA DE ADMINISTRAÇÃO EM GERAL INFLUENCIA, SIGNIFICATIVAMENTE, A VELOCIDADE, DURAÇÃO E INTENSIDADE DOS EFEITOS

ATENÇÃO: TODAS AS VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS (exceto a endovenosa) TÊM A POSSIBILIDADE DE PROVOCAR A ABSORÇÀO DO MEDICAMENTO OU NÃO, OU SEJA, O MEDICAMENTO PODE CHEGAR OU NÃO À CIRCULAÇÃOSISTÊMICA

Via Ideal
EM GERAL A VIA IDEAL É AQUELA QUE…

1. 2. 3. 4. 5. 6.

OFERECE MAIOR BIODISPONIBILIDADE CONCENTRAÇÃO ADEQUADA NA BIOFASE. FÁCIL ADMINISTRAÇÃO BAIXO CUSTO MENOS RISCOS QUE NÃO CAUSE DESCONFORTO AO PACIENTE

ESCOLHA DA VIA
EM GERAL É NORTEADA POR FATORES :
I. LIGADAS AO MEDICAMENTO

1.
2.

FORMA FARMACÊUTICA
PROPRIEDADES FÍSICAS E QUÍMICAS DAS DROGAS

II. QUANTO AOOBJETIVO TERAPÊUTICO
1. 2. 3. AÇÃO TÓPICA SISTÊMICA LATÊNCIA (ROTINA OU EMERGÊNCIA)

III. QUANTO AO PACIENTE 1. CONDIÇÕES DO PACIENTE (LÚCIDO, INCONSCIENTE, COM VÔMITOS OU DIARRÉIA, ETC.).

inalatória

ATENTAR P/ DOSE E INTENSIDADE DO EFEITO

VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS MAIS IMPORTANTES

ANTES DE ESCOLHERMOS A VIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MEDICAMENTO DEVEMOS DETERMINAR SEQUEREMOS: UMA AÇÃO TÓPICA(local)

UMA AÇÃO SISTÊMICA

ATENÇÃO: MESMO QUE O MEDICAMENTO SEJA USADO PARA EXERCER UM AÇÃO LOCAL É POSSIVEL QUE ACONTEÇA ABSORÇÃO, PODENDO ASSIM, CAUSAR UMA (according to Lippincott´s AÇÃO INDESEJADA.
Pharmacology, 2006)

NEM SEMPRE PODEMOS ESCOLHER A VIA DE ADMINISTRAÇÃO MAIS ADEQUADA PARA UM DETERMINADO MEDICAMENTO

TENDO EM VISTA: 1. RECÉM NASCIDO: SÓ FORMASLÍQUIDAS POR VIA ORAL 2. PACIENTES EM COMA : VIA ENDOVENOSA 3. MEDICAMENTO É DESTRUIDO PELOS SUCOS DIGESTIVOS: USAR VIA RETAL OU PARENTERAL 4. MEDICAMENTO É IRRITANTE PARA OS TECIDOS 5. MEDICAMENTO OLEOSO: NÃO PODE SER DADO POR VIA ENDOVENOSA, SÓ ORAL E INTRAMUSCULAR

AS VIAS DE ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS OBJETIVANDO AÇÕES SISTÊMICAS SE DIVIDEM EM DOIS GRANDES GRUPOS
VIAS PARENTERAIS

VIAENTERAL
INTRAMUSCULAR SUBCUTÂNEA INALATÓRIA TÓPICA

SUBLINGUAL RETAL

FARMACOCINÉTICA PARA FÁRMACOS ADMINISTRADOS POR DIFERENTES VIAS Via de administ. Absorção e distribuição ELIMINAÇÃO

Bile

Fezes

fígado
rins Oral
ENDOVENOSA INTRAMUSCULAR INALATÓRIA PLASMA S. PORTA PLASMA CIRCULAÇÃO SISTÊMICA

Urina
TECIDOS E ÓRGÃOS EM GERAL

pulmão

AR ALVEOLAR

(according to Rang HP, DaleMM et al: Pharmacology, 2003)

CONCEITO: AQUELA EM QUE A SUBSTÂNCIA ATUA LOCALMENTE OU É ABSORVIDA EM ALGUM SEGMENTO DO TUBO GI

VIA BUCAL SUBLINGUAL

OBJETIVO (AÇÃO) TÓPICA SISTÊMICA

ORAL
RETAL

LOCAL OU SISTÊMICA
LOCAL OU SISTÊMICA

VIA ENTERAL

UTILIDADE ESPECIAL
FÁCIL ADMINISTRAÇÃO

LIMIAÇÕES E RISCOS
RELATIVAMENTE LENTA

USUALMENTE SEGURA

ABSORÇÃO MENOS...
tracking img