Familia contemporanea

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2773 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1.1 A ORIGEM DA INSTITUIÇÃO família 4
1.2 OS TIPOS DE família E OS ARRANJOS EXISTENTES EM NOSSA SOCIEDADE. 6
1.3 ANALISE SOBRE UM ARRANJO DE família EXISTENTE NA SOCIEDADE CONTEMPORANEA 8
INTRODUÇÃO

No decorrer da história assistimos à várias mudanças no âmbito familiar, tanto em seu interior quanto na sua relação com a sociedade. Philippe Àries, por exemplo, em sua obra“História Social da Criança e da Família” (1981), refaz, através de um estudo minucioso, a trajetória da Família Medieval à Família Moderna.

Descreve mudanças significativas a partir do século XVI, onde assiste-se a um processo de nuclearização da família, acompanhado da individualização de seus membros que reivindicam uma progressiva privacidade o que alterará significativamente os espaços demorar, havendo a diluição das famílias conjugais (ARIES, 1881).

O processo de industrialização teve sua importância nesse processo, pois associado à concentração de população nos pólos urbanos e as profundas transformações no processo de trabalho, do local onde se trabalha, e consequentemente na composição do grupo familiar e das relações entre seus membros, levaram a uma mudança nas relaçõessociais, onde a família exerce o seu papel de mediação entre indivíduos e comunidade, de encontro entre gerações (AZEVEDO, 2006).

Este artigo faz uma revisão histórica da instituição família a partir da Idade Média, o presente trabalho, remete-se à análise das configurações familiares sob a ótica da família contemporânea que vem impulsionar a revisão dos paradigmas sociológicos da atualidade.Pretendemos destacar os “novos modelos” dentro de um contexto sócio- cultural. Constata-se que no que diz respeito a organização interna da Família um grau de complexidade na variação dos diversos tipos de “Arranjos Familiares”.

DESENVOLVIMENTO

1 A ORIGEM DA INSTITUIÇÃO família

Analisando historicamente a família, podemos eleger alguns pressupostos norteadores. Um pressupostos basicoquando pensamos em família é a sua inserção no processo cotidiano da vida social. Sendo essa também responsavel pelo cuidado, proteção de seus membros, bem como da socialiazação , sendo vital no processo da organização da sociedade, ligada a construção dos primeiros grupos de referencia e de transmissão da linguagem e ideologia.(REIS, 1989).
Ao realizarmos uma contextualização histórica dainstituição família, a partir da idade média podemos compreender a resignificação/reestruturação da família na contemporaneidade.
Poster (1979) pontua quatro modelos familiares: as famílias aristocrática/patriarcal e camponesa na Idade Média e as famílias proletária e nuclear/burguesa na Idade Moderna.
As casas da aristocracia européia no antigo regime monárquico, consistiam num agrupamento que ia de40 até mais de 200 pessoas, fazendo parte desse grupo parentes, dependentes e clientes; as relações se dava pela hierarquia, onde os papéis de cada indivíduo era fixado de forma rigida, seguindo as tradiçoes.
O pai/patriarca da família tinha autoridade absoluta, a dama da aristocracia se ocupava da organização familiar, mas o cuidado com os filhos eram realizadas pelas amas-de-leite, formandoassim seus primeiros vinculo com alguém que não pertencia à família.
Na família camponesa, a norma não era uma família extensa, apesar de às vezes até três gerações viverem na mesma casa.. Neste modelo familiar, a autoridade social não estava investida no pai da casa, mas na própria aldeia, ou seja, havia fortes laços de dependência com a aldeia,de tal forma que a sobrevivência não era possível nonível da unidade familiar (POSTER, 1979).
De acordo com Poster (1979), neste modelo familiar, a amamentação era realizada pela mãe mas com escasso envolvimento emocional, como uma tarefa incomodativa e consumidora de tempo.
Em ambos modelos citados acima a privacidade era desconhecia e não tinha valor, como também o treinamento de hábitos higiênicos era pouco fiscalizado e o controle da vida...
tracking img