Familias contemporaneas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1568 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4

4 CONCLUSÃO 7

REFERÊNCIAS 8

INTRODUÇÃO

Sabemos que a família é o primeiro grupo social com quem temos contato. É através dela que aprendemos a língua, os valores e a cultura da sociedade à qual pertencemos. Ela é considerada uma unidade social básica e universal. Primeiramente básica porque dela depende aexistência da sociedade e universal por ser encontrada em todas as sociedades humanas. Ao longo do processo histórico a estrutura familiar passou por várias transformações sociais, culturais e politicas.
No tempo atual temos a diversidade nas composições familiares como também mudanças nos costumes bem mais complexas do que na família tradicional. Hoje, a sociedade exige ao indivíduo,flexibilidade, polifuncionalidade, ausência de planos de carreira ou de emprego estável, bem como uma valorização do individualismo que potencializa a super-competição e compromete os vínculos/laços afetivos que influencia a família direta ou indiretamente.
O homem necessita de padrões de conduta, limites e conceitos para se formar como ser humano equilibrado. A ausência dos valores tornaa humanidade perversa e insegura, perdendo a capacidade de discernir entre o certo e o errado. Esses valores invertidos encobrem a essência do ser humano, na formação de seu caráter. Por outro lado, assusta um pouco, a velocidade em que os pais se adaptaram às mudanças, chegando a ser tolerantes com as ousadias dos filhos em fazer coisas que em outra época seria abominável.Relacionemos os tipos básicos de família:
A família tradicional ou monogâmica é a forma de família mais comum, centrada na autoridade patriarcal, mas comum até a primeira metade do século passado (sec. XX). Eram considerados familiares não só os pais e filhos, mas todo entorno familiar e as relações eram baseadas nos conceitos morais e autoritários da época.
A família nuclearmonogâmica e aquela fundamentada basicamente em pai, mãe e poucos filhos. Surgida a partir da metade do século XX. As relações não são mais tão autoritárias e o conceito de família engloba um núcleo mais caseiro.
Finalmente a família contemporânea a pós-moderna é a que temos atualmente, aquela em que não existem regras básicas de parentesco. São constituídas de famílias monoparentais,chefiadas por mulheres, sem cônjuge e com filhos; uniões homomossexuais ou homoafetivas decorrente de uma relação entre duas pessoas do mesmo sexo, que vem sendo reconhecidas em algumas partes do mundo; famílias recasadas ou reconstruídas.
O estereótipo da família de nossa cultura é constituído pelo marido, esposa e filhos. Há muitas variações na estrutura familiar, considerando-seoutras culturas.
Hoje em dia, podemos identificar esses tipos de família coexistindo, com suas variações. No entanto, se desde as suas primeiras formações a família é transmissora de valores aos indivíduos, na atualidade como anda essa transmissão de valores que até então eram absolutos?

DESENVOLVIMENTO

Ao observarmos a família de hoje podemos afirmar que ela estáem crise, se a olharmos como sendo a norteadora do individuo em relação ao processo de socialização, integração na sociedade e formadora de valores.
Aquele ideal romântico, eterno de cumplicidade, se transformou em uma busca pelo próprio prazer. Valores o individualismo, alargamento do espaço, instantaneidade, geraram transformações na família. A relação familiar infelizmente foifortemente modificada.
Como exemplo das mudanças que afetam a instituição familiar e a questão do sexo que não é isento de valores e uma grande maioria dos pais encontram se com muitas dúvidas de como agirem relação à sexualidade dos filhos, pois vem de uma geração muito permissiva. Antes os valores eram absolutos. Não avia muita dificuldade sobre o certo e o errado, o que deveria...
tracking img