Etica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4150 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
P o r F á b i o H e n r i q u e F e r r e i r a d e A l b u q u e r q u e e P o r f í r i o B e n t i n h o
Ética profissional, empresarial
e responsabilidade social das empresas
Fábio Henrique Ferreira
de Albuquerque
TOC n.º 84 659
Mestrando em Auditoria pelo
ISCAL
Começamos este trabalho por
distinguir honestidade de ética,
confusão habitualmente verificável.
Em consulta aoDicionário da
Língua Portuguesa, ficamos de imediato
a saber que a primeira advém
do latim, enquanto ética divide a sua
origem entre esta última e a língua helénica.
Honestidade define-se como a
«qualidade do que age com rectidão,
de acordo com a verdade; seriedade;
probidade», ou ainda «característica
daquele que é sincero, e em quem se
pode confiar; lealdade.» Ética, por sua
vez, disciplinaconsagrada no campo
da filosofia, tem o seu significado expresso
como a «disciplina que procura
determinar a finalidade da vida humana
e os meios de a alcançar, preconizando
juízos de valor que permitem
distinguir entre o bem e o mal.» Desta
forma, diz respeito à «ciência da moral
», regulada por «princípios morais
por que um indivíduo rege a sua conduta pessoal
ou profissional.»Honestidade é uma qualidade pessoal, e por isso
mesmo mutável. Podemos agir com honestidade
ou não em determinado momento. Ou dito de
outro modo: seremos honestos ou não em determinadas
circunstâncias e, invariavelmente,
não o seremos sempre – de acordo com a moral
própria que nos regula. Ética, por seu turno, é
representativa de um conceito mais alargado e
com menor carácter de imutabilidade. Emsíntese,
caberá aqui a máxima comummente utilizada
segundo a qual «quem é ético age com
honestidade.»
No que toca à distinção entre ética e moral, autores
como Ackoff (1994, 55) sugerem para aquela
uma maior amplitude, nas seguintes linhas: «(…)
a ética lida com princípios que ultrapassam a
própria sociedade, que são pensados para ser
aplicados a todos, independentemente da sociedade
a quepertencem; e a moral com princípios
emanados de uma sociedade e que só se podem
aplicar a ela.»
Existe, portanto, uma moral subjacente a toda
sociedade, ligada a esta por motivos de ordem
religiosa (daí que se fale na existência de uma
moral cristã, judaica, etc.), histórica e até mesmo
geográfica.(1)
Directamente associado ao conceito de ética,
encontramos um outro, advindo da fusão daspalavras
gregas déon, déontos, no sentido de dever,
e a palavra lógos, significando discurso ou tratado.
O termo «deontologia» está assim relacionado
com os deveres e princípios a observar por
um determinado grupo profissional. (2) Trata-se,
linhas breves, de uma ramificação da ética especialmente
vocacionada à observação de normas
de comportamentos, atitudes e condutas a seguir
nocontexto do exercício de uma profissão, pese
embora a preferência que se verifica pela adopção
do termo «código de ética profissional» em
detrimento de «código deontológico», esta última
perfeitamente substituível àquela.(3)
De acordo com Vásquez (1999, 23), ética «(...)
é a teoria ou ciência do comportamento moral
dos homens em sociedade, ou seja, é a ciência
de uma forma específica docomportamento humano.
» Arens (2006, 74)(4) afirma ainda que «o
comportamento ético é necessário para uma sociedade
funcionar de modo ordenado. Pode-se
mesmo dizer que a ética é a “cola” que mantém
TOC 104 - Novembro 2008
53
g e s t ã o
e s t ã o G
Na actualidade, não basta a uma empresa ser economicamente forte. A sociedade
encarregar-se-á de exigir novos valores. A existência de códigosformais de ética
empresarial e profissional, se bem implementados e divulgados, revelam-se essenciais
ao estabelecimento de condutas expectáveis, mitigadoras da ocorrência de
fraudes de diversas naturezas.
Porfírio Bentinho
TOC n.º 14 608
Mestrando em Contabilidade
Internacional pelo ISCAL
TOC 104 - Novembro 2008
e s t ã o G
54
uma sociedade unida.» O comportamento anti-
-ético, por seu...
tracking img