Etica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2175 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A Ética diz respeito à dimensão pessoal de qualquer acção humana, ao modo como a acção

emerge da natureza interna do ser humano. Por sua vez, a Ética substancia e provê a

compreensão da Moralidade, que se relaciona com acções guiadas por hábitos e costumes,

portanto externa ao indivíduo e conduzindo a leis e regras. Finalmente, a Deontologia abraça

Ética e Moralidade efixa os deveres e responsabilidade requeridos por um determinado

ambiente profissional.

Uma questão básica diz respeito ao significado de Profissão, a qual é caracterizada pelos seus

objectivos mas cuja identidade requer ideais comuns (um código ético) e padrões e regras

comuns (um código deontológico). Obviamente, os códigos devem servir para benefício da

sociedade, mas a protecçãodos membros da Profissão é o seu o corolário mais importante.

Por outro lado, o contexto variável no qual os profissionais exercem a sua Profissão exige um

novo olhar sobre os valores éticos tradicionais e uma maior consciência das percepções da

sociedade para a natureza de cada Profissão. Mas quaisquer que sejam os interesses e

prioridades do momento, a Ética de uma Profissão deve tera forma de um compromisso com

princípios imutáveis e p

ermanentes. Pelo contrário, a D

eontologia de uma Profissão pode

reflectir qualquer evolução no âmbito daquela Profissão e integrar novas exigências fixadas

pela sociedade. Assim, a Ética e a Deontologia de um Profissão constituem, em conjunto, o

Código de Conduta Profissional dessa mesma Profissão.

HISTÓRICO

Aevolução da sociedade no século XX é patente nos mais diversos aspectos da vida humana, e

o século XXI indicia que essa evolução continuará de uma forma ainda mais acelerada e com

contornos e implicações talvez impossíveis de identificar plenamente. Mas, no passado como

no futuro, o Engenheiro é o profissional que constrói a Civilização. Esta realidade nem

sempre é reconhecida pela sociedade einfelizmente é pouco assumida pelos próprios

Engenheiros. Obviamente, aos construtores da civilização cabe uma responsabilidade

muito acrescida de se prepararem para tal futuro, pois a capacidade de construir marcha a par

da capacidade para destruir.

Em geral, a sociedade tem acreditado que os Engenheiros estão capacitados para tomar as

decisões correctas sob o ponto de vistatécnico sem descurar todos os outros valores essenciais

da sociedade que neles confia. Decisões cujos resultados só depois de executadas são

conhecidos. Por isso, a profissão de Engenheiro, tal como a profissão de Médico, é uma

profissão de “confiança pública”.

Com efeito, a sociedade espera e confia, a priori, que tais profissionais têm as Competências

suficientes para assumir asResponsabilidades que lhe são pedidas e confiadas. Para isso, a

sociedade preocupa-se em garantir que os Engenheiros adquirem a Formação necessária

ao exercício dessa Profissão, e cada vez mais pede às Associações Profissionais que façam o

seu enquadramento de Qualificação Profissional. Mas por muito objectivos que sejam todos

esses conceitos, a cada profissional cabe uma enorme liberdade deinterpretação que tem de ser

pelo menos orientada por um conjunto de valores comuns.

A ÉTICA NA ENGENHARIA

No século XX, o prestígio e os vencimentos foram considerados crescentemente como as

medidas de sucesso público. No século XXI, a qualidade do serviço prestado à sociedade, a

promoção de cultura e a qualidade de vida conseguida serão as medidas do sucesso e do

reconhecimentopúblico. O prestígio e os vencimentos derivarão então destes últimos valores.

Portanto, o Engenheiro do século XXI deve

- Preocupar-se com o ambiente profissional do seu trabalho, com a qualidade do seu

serviço e com as suas funções e envolvimento;

- Estar atento às necessidades e expectativas da sociedade;

- Ter um compromisso com a difusão de cultura e de qualidade de vida a...
tracking img