Eteo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2822 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

PENTECOSTES

Quando chegou o dia de Pentecostes, todos os seguidores de Jesus estavam reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um barulho que parecia o de um vento soprando muito forte e esse barulho encheu toda a casa onde estavam sentados. Então todos viram umas coisas parecidas com chamas, que se espalharam como línguas de fogo; e cada pessoa foi tocada poruma dessas línguas. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, de acordo com o poder que o Espírito dava a cada pessoa.” (Atos 2.1-4)

PENTECOSTES

Pentecostes é o símbolo do Cenáculo, onde os Apóstolos se reuniram, pela primeira vez, à espera do Espírito Santo, inspirador de todos os trabalhos na Igreja. No Cenáculo, desde a fundação, acomunidade cristã aí se reúne, para ser conduzida pelo Sopro Inspirador, compartilhando o amor em Cristo. Atualmente o 40.º dia após a Páscoa é considerado pelos cristãos o dia de Pentecostes.Pentecostes é quando o Espírito Santo visita os apóstolos e desce sobre eles, na forma de fogo. A partir daí os apóstolos passam a pregar o Evangelho em diversas línguas.

Há ação do Espírito Santo no serhumano sempre quando se realiza um dos Sete Sacramentos. No final da década de 1960, surgiu na Igreja Católica um movimento chamado Renovação Carismática Católica cuja espiritualidade está justamente neste evento de Pentecostes, afirmando que o mesmo acontece nos dias de hoje.

No antigo calendário israelita estão relacionadas três festas (Ex 23.14-17; 34.18-23): a primeira é a Páscoa,celebrada junto à dos Ázimos ou Asmos; a segunda é a Festa das Colheitas ou Semanas que, a partir do domínio Grego, recebeu o nome de Pentecostes; finalmente, a festa dos Tabernáculos ou Cabanas. As duas primeiras celebrações foram adotadas pelo cristianismo, porém, a terceira foi relegada ao esquecimento.

Seria extremamente exaustivo tentar abordar a origem dessa festa a partir doscananeus, ou de outros povos do Antigo Oriente Médio. Todavia, é perfeitamente justo suspeitar que o costume de realizar a Festa das Colheitas pertencia aos cananeus. Há três razões que substanciam esta suspeita:

Os agricultores sedentários cananeus dominavam os férteis vales de Canaã quando os hebreus chegaram à Canaã;

Originalmente, os hebreus ou israelitas não eramagricultores, mas pastores de ovelhas, vivendo como semi-nômades nas montanhas centrais e estepes localizadas nas periferias das ricas regiões agrícolas de Canaã;

Pouco a pouco, o povo israelita veio tornar-se agricultor e sedentário.

No Antigo Testamento, a liturgia mais desenvolvida dessa festa encontra-se em Lv 23.15-21. Porém, Dt 16.9-15 mostra uma outra liturgia que reflete umdiferente período e, conseqüentemente, um novo ambiente de celebração. Este estudo tomará como base essas duas liturgias.
| |

DO NOME

Pentecostes não é o nome próprio da segunda festa do antigo calendário bíblico, no Antigo Testamento (Ex 23.14-17 “Três vezes no ano me celebrarás a Festa. Guardarás a festa dos Ázimos. Durante sete dias comerás ázimos, como te ordenei, no tempomarcado do m^êwses de Abib, poofrque foi nesser mês quere saiste do Egito. Ninguem compareça de mãos vazias perante mmim. Guardarás a fesgta da messe, das primicias dos teus trabvalhos de semeadura nos campos, e a festa da ColehitaColheita, no fim do ano, quando recolheres dos campos o fruto dos teus trabalhos. Três vezes ao ano, toda a população masculina comperecerá perante o Senhor Iahweh.”);Ex 34.18-23 “Guardarás a festa dos Ázimos. Durante sete dias comerás ázimo, como te ordenei, no tem´po fixado no mês de Abib, porque foi no mês de Abib que saiste do Egito”).

Originalmente, essa festa é referida com vários nomes:

o FESTA DA COLHEITA OU SEGA Por se tratar de uma colheita de grãos, trigo e cevada, essa festa ganhou esse segundo nome. Provavelmente, Festa da...
tracking img