Estudo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (254 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
GRÉCIA

Os gregos acreditavam que o corpo e a alma se complementavam. Duas cidades gregas ganharam destaques com a construção de modelos políticos,sociais e culturais: Atenas e Esparta. Para os espartanos, o essencial era a formação do guerreiro, Essa proposta era comum entre a sociedade Espartana como tambéma política da eugenia, no entanto, para Esparta a educação não era tão importante quanto à formação dos guerreiros. A cidade de Atenas era um modelodemocrático onde as práticas educacionais contribuíam para a formação integral, valorizando a formação intelectual e sua contribuição para a vida em sociedade. Noséculo VI e V a.C. surge um novo ideal de educação denominado Paidéia, que formava o homem em várias esferas além de lhe atribuir uma identidade cultural ehistórica. Esse processo educacional era acompanhado por escravos que se chamavam paidagogos, todo esse processo era destinado às crianças ricas, já os maispobres eram estimulados a aprender um ofício. Platão acreditava que o homem era dividido em corpo e alma. Sócrates acreditava que os cuidados com a alma eram maisimportantes do que o cuidado com o corpo. Já Aristóteles acreditava que o corpo e alma formavam um só, e discordava de Platão dizendo que o mundo sensívelnão estava separado do inteligível. Sócrates, Platão e Aristóteles, apesar de não compartilharem das mesmas concepções sobre homem e mundo tinham em comum acrença nas dicotomias: corpo e alma, corpo e mente. E é a dicotomia platônica que fornece os princípios norteadores de nossa sociedade contemporânea.
tracking img