Estudo de dosagem ipt/epusp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5561 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL II
ENG 2301 – C.01/2

ESTUDO DE DOSAGEM
MÉTODO DO IPT / EPUSP




Francys Henrique Neves
Leonardo Robson Esteves








Goiânia, junho de 2011.
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA
CURSO DE ENGENHARIACIVIL
MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL II
ENG 2301 – C.01/2

ESTUDO DE DOSAGEM
MÉTODO DO IPT / EPUSP



Relatório escrito pelos alunos Francys Henrique Neves e Leonardo Robson Esteves, da turma C.01/2, sobre as aulas práticas do tema supracitado. O objetivo deste trabalho é obter nota parcial referente à N2 desta disciplina e, principalmente, memorizar as etapas do estudo de dosagem doconcreto pelo método do IPT/EPUSP.
Professor: Ricardo Ferreira.










Goiânia, junho de 2011.
1. INTRODUÇÃO
Existem diversos métodos de dosagem de concretos de Cimento Portland. Dentre os mais conhecidos e utilizados no Brasil, destacam-se: ABCP/ACI, EPUSP/IPT, INT/Lobo Carneiro, ITERS/Petrucci e SNCF/Vallette. Contudo, comprova-se que, embora existam diferençassignificativas entre os consumos de cimento nos concretos obtidos, todos os procedimentos de dosagem são aptos para fornecer misturas com consistências prefixadas e com trabalhabilidade adequada às necessidades de lançamento e adensamento por métodos convencionais. O objetivo do presente experimento, é estudar e entender o funcionamento do método IPT/EPUSP e verificar suas respostas, a partir dautilização de materiais componentes. O estudo foi realizado para os seguintes tipos de concreto: convencional, bombeável, auto-adensável e concreto para lançamento submerso. Este estudo enuncia composição, dosagem e as características dos concretos em questão.
2. FUNDAMENTOS BÁSICOS DO MÉTODO
2.1 - LEI DE ABRAMS: Para um certo conjunto particular de materiais, a resistencia do concreto é funcaoda relacao água/cimento (a/c).

(1)

2.2 - LEI DE LYSE (adaptada => k3 ≠ -1): Para um certo conjunto particular de materiais, a consistencia do concreto, medida pelo abatimento do tronco de cone, é funcão da relacão agua/materiais secos “H” (em porcentagem) e independe do traco seco (1:a:b).

(2)
Sendo,
SxxSxy=k3 e k4 = Y - k3*X
2.3 - TEOR IDEAL DEARGAMASSA SECA: Para um certo conjunto particular de materiais, existe um teor ideal de argamassa seca “α” (em relacao unitaria) que e independente do traco (ou da resistencia requerida).


(3)
CÁLCULO DO CONSUMO DE CIMENTO: O consumo de cimento (em kg por metro cubico de concreto) pode ser determinado a partir do ensaio demassa especifica do concreto (ρcf) e do traco (1:a:b:a/c) atraves da expressao:

(6)

2.4 - LEI DE MOLINARI: O consumo de cimento de um concreto correlaciona-se com o valor do traco seco “m” atraves de uma curva do tipo:

(7)Sendo,

k6= SxySxx e k5 = Y - k6*X

3. MATERIAL UTILIZADO

- Betoneira 120 l;
- Colher de pedreiro;
- Cimento CPII-F-32;
- Areia Média;
- Brita1 (19,0mm);
- Proveta graduada;
- Balança digital;
- Moldes cilíndricos 150 x 300mm;
- Moldes cilíndricos 100 x 200mm;
- Hastes de socamento 600 x 16mm;
- Haste de socamento 500 x 16mm;
- Concha metálica;
-Carrinho-de-mão;
- Pá;
- Caixa metálica prismatica;
- Mangueira de jardim;
- Bandeijas;
- Aparelho medidor de ar incorporado;
- Bulbo de borracha;
- Papel toalha;
- Martelo de borracha.
- Régua metálica;
- Molde para ensaio de abatimento Tronco de cone;
- Bomba de ar manual;
- Aditivo Sikament SM 251.

4. CONCRETO CONVENCIONAL
O abatimento do concreto é muito sensivel ao teor de pasta da...
tracking img