Estudo de caso - o sorvete de luiza

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2132 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE CÉSAR LATTES
CURSO: MARKETING
PROFESSORA: LUCIANA DE ABREU LOURENÇO
DISCIPLINA: MARKETING E COMÉRCIO ELETRÔNICO

1. INTRODUÇÃO
O case sobre o sorvete de Luíza conta a história real de uma empreendedora que resolveu investir na fabricação de
sorvetes artesanais e, por meio de um programa de incentivo público, realizou os investimentos necessários para
iniciar suas atividades.Entretanto, com o passar dos meses foram identificados problemas que necessitavam de
soluções.

2. PROPOSIÇÃO DA TAREFA
Introdução
Luíza Vieira Juliano sempre teve um sonho, ser dona de seu próprio negócio, mais precisamente, de produzir
sorvetes artesanais ou de criar uma gelateria artesanal.
Uma iniciativa informal, até que a empreendedora resolveu apresentar um projeto de negócio para umprograma de
incentivo público do Rio Grande do Sul. A ideia foi aprovada, com isso, além de
treinamento, a empresa recebeu um aporte de R$ 120.000,00 para estruturar o
início de suas atividades.
Já fazia tempo que Luíza sonhava com sua fábrica de sorvetes. É bem provável
que essa ideia tenha vindo de sua infância, quando assistia sua bisavó fazendo
guloseimas geladas em uma velha máquinamanual. O sorvete sempre fez parte
do gosto e do prazer da família Juliano, a ponto de, em meados de 2009, Lauro
(pai de Luíza) negociar a participação na empresa familiar em que trabalhava
para se dedicar inteiramente ao novo empreendimento cujas sócias seriam suas
filhas: Luíza e Luciana, sua esposa, Ana e Luíza Helena, sua cunhada.
A convicção de Luíza de que o negócio deveria ser bemplanejado, levou-a estudar todos os detalhes sobre o
mercado em que gostaria de atuar. Em 2009, Luíza deixa seu emprego para se dedicar integralmente ao novo
negócio.
A jornada estava apenas começando, sentada em uma mesa localizada na parte externa da pequena estrutura de
trinta e cinco metros quadrados, construída ao lado da casa de suas tias-avós, a jovem faz a sua avaliação dos
primeiros meses daempresa: “Estamos indo muito bem. Já estávamos vendendo em dezessete pontos de venda,
entre clubes, restaurantes, bistrôs e lojas de especialidades. Há dois meses tínhamos metade disso. O negócio é
rentável, mas continuaremos a investir tudo no seu crescimento. Novas máquinas estão por chegar, em breve
teremos uma câmara fria com bastante espaço. Depois disso, aguardaremos a conclusão do planode marketing para
definir os demais investimentos.”
O mercado de sorvetes
Segundo informações da Associação Brasileira da Indústria do Sorvete (ABIS), existem no Brasil mais de 10.000
empresas fabricantes do produto, perfazendo um faturamento total estimado, em 2008, de US$ 1,378 bilhão
(www.abis.com.br ). Em sua maioria são micro e pequenas empresas, que não enfrentam barreiras de entradasignificativas, seja do ponto de vista legal ou no aspecto econômico (Entrevista com Eduardo Weisberg, presidente
da ABIS, no www.sebrae-sc.com.br). Fruto do aumento no consumo do produto, na ordem de 4,18% ao ano entre os
anos de 2002 e 2008, o que se deveu em grande parte ao aumento de renda e do poder de compra da população, o
mercado de sorvetes tem atraído empreendedores de todo o porte eproveniência. Convivem neste setor empresas
familiares, como a de Luíza, juntamente a grandes marcas mundiais com um histórico recente no Brasil, como a
Hagen Dazs, pertencente à General Mills, e empresas tradicionais como a Kibon (Unilever) e a Nestlé
(www.abis.com.br ).
A competição por uma fatia neste mercado depende muito da estratégia adotada pela empresa. A existência de
diferentes tiposde clientes possibilita variadas formas de competir. Luíza, por exemplo, enxerga o mercado de
sorvetes dividido em quatro segmentos. Primeiramente, pode-se ver a existência de dois grandes e distintos
mercados: o comprador (B2B), ocupado por restaurantes, por exemplo, e o consumidor (B2C), formado por

consumidores do produto. No primeiro caso, a compra é feita para a revenda ou para a...
tracking img