Estudo de caso mccall diesel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1205 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ADMINISTRAÇÃO DA PRODUÇÃO e OPERAÇÕES I

Estudo de caso - Sistemas de programação da produção com capacidade finita da McCall Diesel Motor Works

McCall Diesel é uma empresa pioneira na manufatura de um
particular tipo de motor de combustão interna. A fábrica é localizada no litoral, no estado de New Jersey porque a empresa originalmente produzia motores marinhos para barcosde pesca e lazer. Subsequentemente, passou a produzir motores estacionários para pequenas usinas geradoras de eletricidade para pequenas comunidades, para uso industrial e em fazendas.
Durante os primeiros anos de operação da empresa, seus motores
eram todos feitos sob encomenda. Mesmo hoje, em torno de 60% de seus motores ainda são feitos sob encomenda.
Temhavido, entretanto, em anos recentes, uma tendência no sentido da padronização de peças e componentes e até mesmo da redução da variedade de motores produzidos. O departamento de engenharia seguiu a linha de padronizar o uso de itens pequenos como porcas, parafusos, molas, entre outros, no sentido de permitir certo grau de intercambialidade entre os vários produtos.
Os tamanhos demotores marinhos foram até certo ponto padronizados embora diferentes requisitos de diferentes clientes demandassem alguma diferença nos projetos para atendê-los. Nos motores pequenos para uso em agricultura, tem havido um esforço genuíno no sentido de concentrar as vendas em três tipos padronizados: 20, 40 e 60 HP.
A empresa sempre foi avançada em termos de sua engenharia deproduto. A fase de produção, por outro lado, não tem sido tão avançada. A herança de produção por “Jobs” (em um tipo de produção chamado “job shop”), ou por tarefas, ainda persiste, e, apesar da tendência por padronização, à manufatura ainda continua trabalhando na lógica “sob encomenda”.
A popularidade crescente de motores diesel fez com que a concorrência se acirrasse, trazendo muitosnovos concorrentes ao
mercado.
Altos custos de produção e baixo nível de serviço a clientes têm se
refletido na perda de pedidos. Reclamações de clientes junto com pressões do
departamento comercial fez com que um administrador consultor fosse contratado para fazer um diagnóstico do setor de manufatura e indicar um plano de ações de melhoria.

O relatório doconsultor enfatizava os seguintes aspectos:

1. Métodos de manufatura, ainda que com um caráter marcadamente “job
shop”, são em geral bons, e nenhuma mudança radical deve ser feita. Como
a produção ainda é 60% de pedidos sob encomenda, uma completa mudança
para produção em linha ou a especialização de setores por produto não são
opções viáveis.

2. Máquinas e equipamentos são, em linhasgerais, universais, em linha com as necessidades de manufatura. Algumas máquinas-ferramenta se aproximam
da obsolescência e para algumas operações, máquinas de altos volumes,
mais dedicadas, podem ser indicadas. Uma reposição ampla das máquinas
não é prioritária agora, mas um uso ampliado de dispositivos é necessário já.
Há vários gargalos na fábrica, mas ao contrário do que acreditam osupervisor e outras pessoas do staff, não há nenhuma falta de capacidade
produtiva relevante. O problema é o mau uso do tempo disponível.

3. Controle de produção é o principal foco de fraqueza e melhoras são
essenciais.

A falta de controle de produção manifesta-se de várias formas:

* alto nível de estoque em processo, evidenciado por altas quantidades desemi-acabados, por toda a fábrica;

* ausência de qualquer registro sobre a localização dos materiais dos
pedidos, desde que entram na fábrica até que são entregues para
montagem;

* grande número de ordens críticas, urgentes, não só na montagem, mas
também na manufatura;

* muitos expeditadores de ordens apressando muitos pedidos ao longo do
processo produtivo por métodos baseados em...
tracking img