Estudante

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3937 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO GERAL

1. A filosofia da natureza: noção e actualidade
pretendemos examinar a génese, a pertinência e a actualidade da «cosmologia» ou da «filosofia da natureza», expressão que continua a marcar muito consideravelmente o debate moderno não obstante a autonomia, a emancipação e o desenvolvimento inéditos das ciências da natureza.

a «génese» da cosmologia:
1. na busca«fusiológica» dos pré-socráticos.
2. Outros na «física» de Aristóteles
3. Outros, ainda, na «naturphilosophie» do Idealismo alemão de Schelling e Hegel.

Todas as publicações, clássicas como modernas, sobre a cosmologia ou a filosofia da natureza, retomam no essencial as grandes linhas da física de Aristóteles, a posição mais viável sobre a «génese da cosmologia» é a segunda que situa a origem da cosmologiana física de Aristóteles.

- A sua pertinência: é muito pertinente na medida em que proporciona ao estudante e, não só, uma gama de teorias e de reflexões sobre a origem, a evolução e a dinâmica desta realidade tão complexa, o cosmos.

- A restrição do campo da cosmologia: desde a época antiga até à época medieval, ocupava um campo vastíssimo na busca do conhecimento e da compreensão do mundo.Mas este campo de acção da cosmologia foi se encurtando, sobretudo, a partir da época moderna com o avanço enorme e com a autonomia das ciências positivas.

- A «actualidade e validade» desta cadeira: a cosmologia ou seja, a física da natureza continua actual e válida dentro do edifício do saber. Prova disto é que tantos autores, modernos e contemporâneos editaram e continuam a editar livroscom o título de «cosmologia» ou de «filosofia da natureza» de maneira directa ou indirecta.
Notemos também que o desenvolvimento inédito das ciências da natureza não invalida de maneira nenhuma o esforço, a importância e o mérito da cosmologia no edifício do saber. Porque, como já dissemos, a cosmologia estuda o micro e macro – cosmos na sua dimensão transcendental. Ela trata de duas questões queescapam completamente à perspectiva das ciências experimentais: «a essência do mundo» e o seu «fundamento último».

- A prevalência dum certo pessimismo: apesar de todo este interesse actual pelo assunto, há quem duvida ainda da pertinência, a conveniência e a actualidade, em fim, da possibilidade dum tal tratado nesta era da cibernética, da tecnociência e emancipação de ciências da natureza(química, biologia, física, física quântica, física atómica, física nuclear, física mecânica, etc.). Gognon é um daqueles que sente e manifesta esta inquietude através dum artigo intitulado: «La philosophie de la nature est-elle encore possible?» (In Diálogo, Revista Canadiana de filosofia, Vol.XX, nº3, 1981, pp.415-429).

2. O nosso conhecimento do mundo
uma maneira de existir do ser humano, uma éa chamada «epistemológica». o ser humano é o único entre os seres vivos cuja natureza é intrinsecamente cognocente. Busca o conhecimento de si mesmo, dos outros, da totalidade existencial ou seja, do mundo em que habita e que, em contra partida o habita também.
Importa-nos analisar perspectiva do nosso conhecimento do espaço vital, isto é do nosso cosmos (mundo). O homem está obrigatoriamenteligado ao mundo quer seja de maneira consciente ou inconsciente. Pode estar no mundo de maneira reflectida ou irreflectida.

a) A consciência cognitiva irreflectida
Maneira espontânea, imediata, empírica no sentido de um contacto bruto com a natureza, ocasional e sem ordem que caracteriza o contacto inicial do ser humano com o mundo.

b) A consciência cognitiva reflectida
Ao lado da consciênciacognitiva irreflectida, há uma outra consciência caracterizada pelo conhecimento mais profundo, sistematizado e ordenado e reflectido do mundo em que vivemos. Ou simplesmente o «conhecimento científico».

O conhecimento científico
Chama-se a todo conhecimento certo, universal, consciente, um conhecimento metódico, racional e ordenado. Isto é, um olhar crítico sobre um objecto bem...
tracking img