Estresse de temperatura em plantas

Páginas: 25 (6090 palavras) Publicado: 9 de novembro de 2011
Introdução
A temperatura constitui importante fator abiótico determinante da distribuição, da adaptabilidade e da produtividade das plantas. A adaptabilidade das plantas a altas temperaturas pode ser medida em função de capacidade destas em manter a fotossíntese líquida (FL) sob temperaturas supraótimas, ou acima do ótimo requerido para a FL máxima (LARCHER, 1995).
As vias metabólicas sãocatalisadas por enzimas, que tem sua ação afetada pela temperatura. Com isso, taxas de crescimento e acúmulo de matéria seca, além de diversos outros processos, irão variar com a temperatura. A respiração é extremamente responsiva à temperatura, podendo, altas temperaturas, restringir o acúmulo de reservas, taxas de crescimento, acúmulo de forragem e a própria sobrevivência da planta (PEDREIRA etal., 1998).
Toda a planta tem uma temperatura mínima, abaixo da qual não sobrevive, uma temperatura ótima, onde se crescimento é maior, e uma temperatura máxima, que lhe causa a morte. O efeito letal do frio nem sempre é provocado pelo congelamento da seiva mas, muitas vezes, pela falta de água que provoca.
Por outro lado, as altas temperaturas não só provocam uma perda excessiva de água comoinativam enzimas indispensáveis para a manutenção da vida (Taiz, 2004).
Em condições agricultáveis e naturais, as plantas estão frequentemente expostas ao estresse ambiental. Luminosidade, temperatura do ar, unidade do solo, por exemplo, podem se tornar estressantes em poucos minutos para as plantas. Temperaturas muito elevadas produzem estresse, ocasionando então uma inibiçãotérmica, uma dormência térmica ou mesmo perda da viabilidade (Vidalver & Hsiao, 1975).

Desenvolvimento
A vida depende da inter-relação dos fatores ambientais e genéticos, através da sua influência nos processos metabólicos. O meio ambiente de todo o organismo vivo pode conceber-se como uma série complexa de fatores, que podem ter efeitos diretos sobre a modificação dos fatores genético, induzindomutações. O patrimônio genético de um dado organismo estabelece limites definidos para o tipo de desenvolvimento e reações de que esse organismo é capaz e que nenhuma condição ambiental consegue alterar. O ambiente específico a que uma planta fica sujeita também determina limites ao seu desenvolvimento.
O ambiente a que as raízes se expõem é diferente do que envolve os órgãos aéreos. Devido ainfluências recíprocas entre as raízes e as partes aéreas da planta, os efeitos exercidos por qualquer fator ambiental sobre o desenvolvimento ou sobre os processos fisiológicos das raízes refletem-se quase invariavelmente no comportamento dos órgãos aéreos. Existem fatores ambientais que atuam diretamente na planta, agindo em seu desenvolvimento e seu crescimento. A precipitação (chuva, neve egranizo) tem influência direta nas plantas, não só sobre o teor hídrico do solo, mas também sobre o arejamento e a umidade atmosférica. O teor hídrico do solo não resulta somente da precipitação, mas também do escoamento superficial das águas. À medida que a altitude aumenta, encontra-se diferenças em alguns fatores físicos, como a intensidade, a qualidade e a duração da exposição á energia radiante, atemperatura do solo e do ar e a pressão atmosférica.Verificam-se complexas interações entre o conjunto de fatores ambientais, com efeitos diretos sobre as plantas. Alterações na grandeza ou na duração de um dos fatores raramente podem ocorrer sem provocar modificações nos outros fatores. O aumento da intensidade da energia radiante provoca em qualquer habitat um aumento da temperatura do solo edo ar e o aumento do teor hídrico do solo reduz o seu arejamento, e assim sucessivamente.
A temperatura é um fator que afeta quase todos os processos biológicos. Se aumentar uma temperatura relativamente baixa, de poucos graus a cima de 0°C, a taxa de processo vai amentando até atingir uma taxa máxima, desde que não haja outro fator limitante. Essa taxa máxima atinge normalmente á temperaturas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • temperatura e as plantas
  • Como as Plantas Reagem ao Estresse Hídrico
  • Mecanismos de defesa da planta a estresse térmico
  • Implementação de uma estratégia de controle de temperatura em um tanque em uma planta piloto
  • O PROBLEMA DA SALINIDADE NA AGRICULTURA E AS ADAPTAÇÕES DAS PLANTAS AO ESTRESSE SALINO
  • TRATAMENTO F NGICO DE SEMENTES E ESTRESSE DE TEMPERATURA NA GERMI O E VIGOR DE FEIJ O
  • Temperatura
  • Temperatura

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!