Estagio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1728 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Os jesuítas chegam ao Brasil com a missão de através da educação, combater o avanço da Reforma Protestante, assim, não era de se estranhar a abertura de uma escola onde quer que s e erigisse uma igreja. 

Embora vinculados à Igreja, é fato que os jesuítas ultrapassaram em seus efeitos, os fins imediatos que visaram, pois, mais do que servir a uma obra de catequese, os jesuítas lançaram as basespara uma educação popular e uma unidade política de uma nova pátria, sendo por isso, considerados durante um período de 210 anos os únicos educadores do Brasil.

A educação jesuítica dava-se em escolas elementares, base de todo o sistema educacional de ensino, e eram nelas que os filhos de índios aprendiam a ler, escrever, contar e falar português, bem como os filhos de colonos em suasprimeiras instruções.

Ainda segundo Azevedo (1960) fio publicado em 1599 pelos padres jesuítas, o Ratio Studiorum foi o plano de ensino adotado no Brasil durante o período colonial e ao qual consideramos a chave da expansão do ensino jesuítico, por ser o estatuto fundamental, não só em relação aos métodos, mas ainda devido à estrutura do sistema que apresentava, destinado ao ensino das primeirasletras, ou seja, o ler e escrever; à formação do humanista, do filósofo e do teólogo.
Assim, diante desta expansão, no século XVII possuíam os jesuítas, além das escolas para meninos e outros colégios menores, onze colégios propriamente ditos, sendo que os mais importantes e os que mais influência exerceram, foram o de Todos os Santos, na Bahia, e o de São Sebastião, no Rio de Janeiro, os quaisapresentavam, inteiramente montada, a organização do ensino jesuítico. 
Mesmo sendo educadores por vocação, com nos diz Azevedo, e após 210 anos contribuindo para a formação de uma cultura intelectual brasileira, o método de ensino jesuítico sente-se ameaçado pelas 16 cartas do Verdadeiro Método de Estudar, que publicado em 1746 por Luis Verney, assumiu uma enorme repercussão e passou a ser considerado“a maior obra do pensamento que já se publicou em Portugal”. Contribuindo, ainda, para a derrocada do sistema educacional jesuítico, temos, o fato de muitos considerarem o Ratio Studiorum velha, petrificada e incapaz de adaptar-se às novas necessidades.

Então, como culminância da somatória de todos esses fatores, em 1759, o então, Marquês de Pombal expulsa os jesuítas do reino e dos seus domíniose instala uma série de medidas que modificariam o cenário educacional brasileiro. Diante disso, Azevedo nos mostra que: 

Assim, terminou, no período colonial, com a expulsão da Companhia, a obra desses missionários que, em mais de dois séculos, educaram a mocidade brasileira e tão eficazmente auxiliaram os portugueses a colonizar o Brasil (...) (AZEVEDO, 1963, p.538).

Com a expulsão dosjesuítas, o que o Brasil viu não foi a reforma de ensino proposta por Pombal, e sim, a destruição completa de todo um sistema de ensino, visto que nenhum outro sistema de ensino veio, de fato, substituir a organização escolar proposta pelos jesuítas. Assim:

Em lugar de desenvolver esse organismo, de enriquecer, alargar e reformar esse sistema, o Marquês de Pombal o eliminou e, uma vez completada asua destruição, esperou treze longos anos para começar a reconstruir, no período de um governo, o que os jesuítas conseguiram em dois séculos (...) (AZEVEDO, 1963, p. 540).

Mas, como nos diz Azevedo, se o poderoso ministro D. José I destruiu, nem ele nem os governos portugueses que lhe sucederam souberam ou puderam restaurar.
Ainda segundo Azevedo, ao invés de uma reestruturação, tivemos umasérie de incoerentes, tardias e fragmentárias medidas, como as de 1759 4 e 1772 onde governo da Metrópole, entende-se aqui Rio de Janeiro, se pôs a talhar, denominadas de reformas pombalinas.

Com o mandato de 1772, são estabelecidas as aulas régias – que têm por significado a ministração de aulas de disciplinas isoladas - de primeiras letras, gramática, latim e grego, no Rio de Janeiro e...
tracking img