Estado de natureza e contrato social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1358 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 – Explique a passagem do estado de natureza para o contrato social em Hobbes
Para Hobbes, no estado natural o homem era egoísta, isolado e vivia para satisfazer seus próprios interesses, por esta razão a desordem imperava, não existiam regras de moral nem ética, então surge a frase “o homem é o lobo do homem”. Segundo Hobbes, não seria possível a sobrevivência da humanidade sem a existênciade regras, guiando-se, então, pelo sentimento de medo, notadamente pelo medo do sofrimento e da morte violenta, onde choques de objetivos redundam em conflitos, esse homem é levado a apostar na convivência a partir do Contrato Social, numa busca de se minimizar os efeitos das externalidades (ação de terceiros) sobre os projetos individuais. De acordo com Hobbes, tal sociedade necessita deuma autoridade à qual todos os membros devem render o suficiente da sua liberdade natural, por forma a que um poder absoluto e centralizado possa assegurar a paz interna e a defesa comum

2 – Explique a passagem do estado de natureza para o contrato social em Locke
Para Locke, o homem é naturalmente cordial, respeitoso, razoável e industrioso, e convivendo em Estado de Natureza, gozando de plenaliberdade e igualdade, conviveria em paz com os demais, sendo as situações de conflitos tidas como ocasionais uma vez que os recursos naturais seriam usufruídos de forma equânime, somente na medida da necessidade de sobrevivência de cada um. Em Locke, a passagem do estado de natureza para um estado de pacto ou contrato social, é um ato voluntário e esse contrato é oriundo notadamente danecessidade de se preservar a Propriedade, evitando-se assim que alguns poucos conflitos possam comprometer o convívio comunitário.

3 – Explique a passagem do estado de natureza para o contrato social em Rousseau
Na visão de Rousseau, o homem não é naturalmente mau, e, em Estado de Natureza, favorecido pela abundância e pela ausência da necessidade de esforço para obter os elementos necessários à suasobrevivência, viveria isolado e solitário, distinguindo-se dos demais animais pela racionalidade potencial, e pelos sentimentos de liberdade e de perfectibilidade, estando todos, nos primórdios da existência. A convivência em sociedade não é natural ao ser humano, mas sim decorrente de uma crescente necessidade de controle da natureza. Trata-se, então, para Rousseau, o Contrato Social, deinstrumento que deva ser capaz de restabelecer a Igualdade, através da implementação de um Estado notadamente de cunho Democrático, onde impere a “Vontade Geral” ditada pela média dos interesses individuais.

4 – Diferencie as visões de Hobbes, Locke e Rousseau sobre o contrato social.
Hobbes e Locke diferem fundamentalmente na forma de perceber a natureza da relação entre soberano e súdito,sendo o Pacto Social, para Locke, um pacto de confiança, onde os indivíduos se põem livres diante do Estado, e não de submissão, como em Hobbes, que vislumbra no pacto um único acordo que cria e separa governo e sociedade, numa relação de submissão vertical desta para com aquele. Já em Rousseau, percebe-se que ao soberano não é legítimo nem permitido agir senão a partir de uma vontade geral.Percebe-se, ainda e finalmente, como linha mestra dos pensamentos de Hobbes, Locke e Rousseau acerca do que leva o indivíduo a se organizar e conviver em sociedade, uma permanente preocupação com a sobrevivência individual, ora advinda da preocupação com a manutenção da Vida (Hobbes), ora advinda da preocupação com a manutenção da Propriedade (Locke), e ora advinda da preocupação com orestabelecimento da Igualdade (Rousseau), porém todas elas costuradas de uma forma a irem ao encontro da nova ordem econômica que fincava suas bases como constituinte do capitalismo moderno

5 – Qual a contribuição de Montesquieu para a democracia moderna?
Montesquieu exerceu influência duradoura com O espírito das leis, onde propõe a criação de regras que buscam estabelecer limites aos detentores do...
tracking img