Espiral do conhecimento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1418 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Anhanguera – Uniderp
Centro de Educação a Distância- Pólo São Borja-RS


Desafio Disciplina Gestão do Conhecimento
Administração 01

São Borja, 16de junho de 2011

Componentes Do Grupo:

RA: 296882 Andressa Ocampos Acosta
RA: 327448Luciano Gonçalves Bonetti
RA: 309608 Luana da Costa Nunes
RA: 289271 Jamerson da Silva Maciel
RA: 296908 Marcos Assunção
RA: 289270 Helens Leonardo Vargas

Introdução

Conceitos de Nonaka
e Takeuchi (1995)

O foco é criação de conhecimento.
O conhecimento individual é traduzido emconhecimento organizacional por meio do fluxo do
conhecimento tácito para explícito.
Essa tradução ocorre por meio de quatro modos de
conversão do conhecimento: Socialização,
Externalização, Combinação e Internalizarão.
Conceitos propondo uma síntese.
1. GC é um processo constituído de ações relacionadas à
criação, codificação e disseminação do conhecimento,
a fim de assegurar asustentabilidade da organização.
2. GC é um processo que trata da conversão do
conhecimento por meio de ações relacionadas à
criação, codificação e disseminação deste
conhecimento, a fim de assegurar a sustentabilidade
da organização.

Segundo NONAKA & TAKEUCHI (1997, p. 79), para se tornar uma “empresa que gera conhecimento” (knowledge creating company) a organização deve completar uma “espiral doconhecimento”, espiral esta que vai de tácito para tácito, de explícito a explícito, de tácito a explícito, e finalmente, de explícito a tácito. Logo, o conhecimento deve ser articulado e então internalizado para tornar-se parte da base de conhecimento de cada pessoa. A espiral começa novamente depois de ter sido completada, porém em patamares cada vez mais elevados, ampliando assim a aplicação doconhecimento em outras áreas da organização.

Espiral do Conhecimento

QUADRO 02 - Extraído de NONAKA, I. & TAKEUCHI, H., (1997, p. 80) .

Socialização é o compartilhamento do conhecimento tácito, por meio da observação, imitação ou prática (tácito para tácito). Articulação / externalização é a conversão do conhecimento tácito em explícito e sua comunicação ao grupo ( tácito para explícito).Combinação – padronização do conhecimento, é juntá-lo em um manual ou guia de trabalho e incorporá-lo a um produto (explícito para explícito) Internalização é quando novos conhecimentos explícitos são compartilhados na organização e outras pessoas começam a internalizá-los e utilizam para aumentar, estender e reenquadrar seu próprio conhecimento tácito (explícito para tácito).

Gestão doConhecimento é portanto, o processo sistemático de identificação, criação, renovação e aplicação dos conhecimentos que são estratégicos na vida de uma organização. É a administração dos ativos de conhecimento das organizações. Permite à organização saber o que ela sabe.

A gestão do conhecimento leva as organizações a mensurar com mais segurança a sua eficiência, tomar decisões acertadas com relaçãoa melhor estratégia a ser adotada em relação aos seus clientes, concorrentes, canais de distribuição e ciclos de vida de produtos e serviços, saber identificar as fontes de informações, saber administrar dados e informações, saber gerenciar seus conhecimentos. Trata-se da prática de agregar valor à informação e de distribui-la.

Há alguns desafios a vencer na Gestão do Conhecimento: influenciaro comportamento do trabalhador, considerado o maior deles; fazer com que as lideranças da organização comprem a idéia ; e, por fim, determinar como classificar o conhecimento.
Conhecimento tácito:

Conhecimento procedural, pessoal,
específico de um determinado contexto,
difícil de ser formulado e comunicado;
Envolve modelos mentais que estabelecem
e manipulam analogias;
Seus elementos...
tracking img