Escola de bauhaus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1852 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola de Bauhaus

Em 1919, na Alemanha, é fundada a Escola Bauhaus com o objetivo de unir arte e indústria. A finalidade deste centro de estudos era sugerir uma produção em série com qualidade de design e conceito inovador.

O objetivo da Bauhaus era parecido com a fusão da arte com o artesanato em séculos anteriores. A palavra Bauhaus significa casa de construção, e era umaescola democrática onde todos colaboravam em busca de novas linguagens e criação, independente da hierarquia entre aluno e mestre.

Bauhaus buscava aglutinar o conhecimentos de diversas artes como a pintura, música, dança, teatro, arquitetura, escultura e literatura para a construção de cidades melhores e um futuro consciente da criação. A Bauhaus era livre e dela se originou os estilosabstratos modernistas.

A escola foi fundada pelo arquiteto Walter Gropius como forma de oposição ao irracionalismo político alemão, defendendo o racionalismo de artistas e intelectuais da época. O racionalismo deveria estar presente em todos os meandros da vida.



































Em 1925, Bauhaus é transferida de Weimar para a cidade deDessau, onde ganhou sede própria. Porém, por defender a criação livre e democrática, foi fechada pelo nazismo em 1933. Anos depois, a Bauhaus foi recriada em Chicago sob o nome de New Bauhaus.
Bauhaus deixou referências no estilo de criação que até hoje influência a arte e o design.





Baseado nos preceitos de “Arts and Crafts” (movimento inglês do século XIX), Gropius buscoua revalorização do trabalho artesanal aliado a indústria, que detinha inegável poder já àquele momento. A Bauhaus partia do conceito de uma arte que englobasse as demais, tornando-se uma unidade. Dentro da filosofia da escola, não existia a distinção entre artesão e artista, e a arquitetura, escultura e pintura eram unificadas. Preocupava-se com o desenvolvimento da criatividade, assuntolargamente explorado por Kandinski em seus livros.

[pic]


Currículo da Bauhaus

O segundo momento é referente a um movimento de arte que se desenvolvia na Alemanha, paralelamente à Bauhaus. A “Nova Objetividade”foi uma corrente realista, diretamente conectada com os eventos que abalaram a Alemanha no pós-guerra. Essa corrente, fundada em 1923, contrasta com os princípios doexpressionismo, a ponto de opor-se ao seu aspecto emocional. A objetividade retratava uma sociedade doente, desumanizada, enquanto o expressionismo não possuía engajamento social. Alguns integrantes do grupo foram Max Beckmann, Otto Dix e George Grosz.
As imagens retratadas na tela são claras e detalhadas, muitas vezes dotadas de um teor grotesco ou satírico. Era constante a expressão de desilusão,referente à Alemanha vencida; através dessas pinturas e também desenhos, tem-se um retrato social dessa nação. São imagens incômodas devido à temática, a qualidade do detalhamento é elevadíssima.

[pic]


Rua Pragues, Otto Dix (1920)

Através dessa tela, Dix compôs uma galeria de tipos sociais da Alemanha pós-guerra: trabalhadores, políticos, alta-sociedade, mutilados, etc.Grosz manifesta na sua arte, esta voltada para o desenho e caricatura, as relações de poder, expressado através dos burocratas, capitalistas, burguesia, e uma série de outros tipos sociais relacionados com o poder e ganância. O artista foi perseguido pelos nazistas e teve de refugiar-se nos Estados Unidos para sua proteção.
A arte abstrata influenciada pelas vanguardas européias coexistiacom a arte realista na Alemanha do início do século XX. Essa arte abstrata via a arte realista desatrelada dos princípios da academia, construída em bases geométricas, por processos mecânicos. O novo conceito de realidade na arte foi condenado pelo regime político que surgiu nos anos 1920. o novo governo, apoiado em idéias radicais e preconceituosas, perseguiu os criadores e seguidores dessa...
tracking img