Escassez

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1350 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
O ser humano é insaciável. Na medida em que o indivíduo tem a percepção de estar com as Necessidades Fisiológicas supridas (alimentação, vestuário, habitação, etc), automaticamente a tendência será de procurar novos desafios e ele parte para um degrau acima na escala de Maslow. No segundo degrau estão as Necessidades de Segurança, isto é, aquelas que trazem a percepção de estabilidade, seja estafinanceira, intelectual, social ou até mesmo espiritual (emprego, companheiro(a), amizades, etc). As necessidades fisiológicas e de segurança são chamadas de NECESSIDADES PRIMÁRIAS.

A percepção de estar com as necessidades primárias supridas leva o indivíduo a cada vez subir de degrau na pirâmide de Maslow. Chamadas de NECESSIDADES SECUNDÁRIAS, no degrau seguinte está a Necessidade Social, istoé, para o indivíduo não basta apenas ter as necessidades fisiológicas e de segurança supridas, mas estar inserido dentro de um contexto social mais amplo. O relacionamento social, seja pelo canal familiar ou de um simples círculo de amizades, leva o indivíduo a tentar interagir positivamente com os demais.
Ao conquistar o respeito do círculo social, a simples conexão com o grupo não mais osatisfaz. Neste momento, o indivíduo quer se destacar no grupo social de alguma forma, seja por intermédio de liderança ou de qualquer outra característica pessoal ou profissional. Passa-se, então, para o penúltimo degrau da pirâmide de Maslow, onde encontra-se a Necessidade de Estima.

A última etapa da pirâmide de Maslow é inatingível na sua totalidade. Indivíduos que já têm a percepção desaciedade de todas as necessidades anteriores ainda encontram na Necessidade de Auto-Realização sua fonte de vida. Mesmo pessoas que se destacam com brilhantismo dentro de camadas sociais diversas, necessitam de um estímulo à continuidade. É comum em pessoas que se encontram nesta etapa a procura pela espiritualidade ou uma mudança radical de hábitos e costumes. Também é bastante comum os indivíduoseditarem biografias de vida e utilizarem sua experiência como sinônimo de conquistas. Não se pode dizer, entretanto, que o indivíduo atingiu o ápice. Geralmente, o ser humano é tão insaciável que a necessidade de auto-realização pode perdurar por muito tempo.

Portanto, a economia existe porque o ser humano é insaciável e nunca vai encontrar tudo o que necessita em todos os lugares. Sempre haveráalgo em sua necessidade que não estará em suas mãos. Essa falta chamamos de escassez.

Importante:

• Não podemos confundir escassez com pobreza
• Pobreza significa ter poucos bens
• Escassez significa ter mais desejos do que bens para satisfazê-los, portanto, ela está presente em sociedades pobres e ricas.

Conclui-se, então que:

Todos os problemas econômicos passam pela escassez.Definição de Economia:

• Palavra oriunda do grego “Oiko” (casa) e “nomos” (norma, lei)
• Oikonomia (administração de uma casa ou de recursos)

Economia = Ciência que estuda a administração dos recursos limitados, ou
A ciência da Escassez

Os recursos ESCASSOS são chamados de Fatores de Produção:

TERRA (LOCAL) – CAPITAL (INVESTIMENTO) – TRABALHO(MÃO-DE-OBRA)
CAPACIDADE EMPRESARIAL (UNIÃO DOS FATORES A UM FIM COMUM)

Como administrar a escassez destes fatores?
Formas de Governo

4 formas conhecidas: Capitalismo (Clássicos), Socialismo (Marxismo), Keynesianismo (Social Democracia) e Neoliberalismo

1) Escola Clássica (Capitalismo Liberal)
• Adam Smith
• Considerado o Pai da Economia
• Defendia o livre mercado
• Não ocorrênciade interferência governamental
• O Estado atrapalha o desenvolvimento do País.
• Presença da mão invisível

2) Escola Marxista (Socialismo/Comunismo)

• Karl Marx
• Oposicionista à Escola Clássica
• Defendia a intervenção do Estado na Economia. O estado deveria incorporar todas as iniciativas.
• Não ocorrência da iniciativa privada. Poder público como condutor geral dos fatores de...
tracking img