Ergonomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1184 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
|A universidade vista como cérebro |
|Cientista brasileiro que desenvolveu a interface cérebro-máquina, Miguel Nicolelis defende a reestruturação do ensino superior|
|para atrair os jovens |
||
|Luciano Velleda |
| |

| |
|[pic] |
|Nicolelis em um de seus centros de pesquisa: em defesa das doações |
|Estruturar os diversosdepartamentos de uma universidade do mesmo modo que o funcionamento do cérebro humano. Esse é o |
|pensamento do neurocientista Miguel Nicolelis, apontado pela revista americana Science como um dos dez mais importantes |
|cientistas do mundo. Em recente debate na cidade de São Paulo, Nicolelis expôs seu conceito ao dizer como está montado o |
|Instituto Internacional deNeurociência de Natal Edmond e Lily Safra, criado por ele em um dos lugares mais pobres do Brasil e |
|chamado de A Cidade do Cérebro, onde tudo está interligado, junto, sem barreiras, sem divisões. "As universidades não podem |
|mais ter departamentos que não falam entre si. O cérebro não funciona assim. Então, vale a pena criar estruturas que se |
|assemelham ao funcionamento docérebro", explicou. |
| |
|Durante o encontro de cerca de uma hora e meia, uma plateia atenta ouviu as opiniões de Nicolelis. E um dos temas preferidos do|
|neurocientista foi a questão da doaçãofinanceira às instituições de ensino superior, assunto que começa a ser alvo de maior |
|debate no Brasil, já tendo sido, inclusive, motivo de projeto elaborado recentemente pela OAB-SP e entregue ao Ministério da |
|Educação. |
||
|O idealizador da Cidade do Cérebro é um ferrenho defensor das doações e extremamente crítico com a burocracia que emperra a |
|prática no Brasil. "Se eu tentar botar o nome da minha avó no teatro da USP, provavelmente morro antes", afirma, ironicamente. |
||
|Morando há mais de 20 anos nos Estados Unidos, Nicolelis acredita que é uma questão cultural que faz com que as doações sejam |
|abundantes no país norte-americano. "Acho que tem a ver com a relação cultural que temos com o dinheiro. Nos Estados Unidos, os|
|ricos acham que o dinheiro é a chance de entrar para aimortalidade, as pessoas querem associar seu nome a uma descoberta de |
|repercussão. Essa é a ideia do americano que tem posse." |
| |
|No Brasil, na opinião dele, acontece exatamente o contrário. "Aqui, a...
tracking img