Equilibrio quimico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2480 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
INSTITUTO DE TECNOLOGIA
FACULDADE DE ENGENHARIA MECÂNICA

RELATÓRIO

PRÁTICA EXPERIMENTAL:
EQUILÍBRIO QUÍMICO

BELÉM/PARÁ
2013

Disciplina: Química Experimental
Professor: Cristiano
Alunos: Marcello Victor de Araújo Franco 12188000501
Thiago Meireles Braga Rodrigues 12188000601
Fabrício Pinheiro Baia 12188000701
Natália Jucá Santos12188001101
Elvis Presley Jadjiski 12188001201
Marcos Caires Pena Pessoa Filho 12188002201

RESUMO

O Principio de Le Chatelier afirma: "Se for imposta uma alteração, de concentrações ou de temperatura, a um sistema químico em equilíbrio, a composição do sistema deslocar-se-á no sentido de contrariar a alteração a que foi sujeito." Na prática experimental em laboratório desenvolvidapelos alunos do curso de Engenharia Mecânica da Universidade Federal do Pará ocorreu a verificação do referido princípio através da alteração das concentrações de soluções, geradas de reações químicas, afim de perturbar o equilíbrio destes sistemas e observar como eles reagem. O experimento possibilitou a averiguação prática dos conceitos sobre equilíbrio químico e contribuiu para aprimorar oconhecimento dos discentes envolvidos na realização da experiência química.

SUMÁRIO

1. Introdução 5
3. Objetivos 9
4. Materiais e Reagentes 9
5. Procedimento Experimental 10
6. Resultados e Discussões 11
7. Conclusões 14
8. Referências 14

1. INTRODUÇÃO

Asreações químicas podem ocorrer de várias maneiras, algumas delas terminam quando a quantidade de reagentes é esgotada, estas são chamadas irreversíveis, como por exemplo a reação de combustão de uma folha de papel, uma vez queimado o papel não voltará a sua forma original.

Figura 1. Papel queimado: reação irreversível.
No entanto, em certas condições de concentração e temperatura as reaçõespodem se tornar reversíveis, consequentemente teremos reagentes originando produtos e produtos se transformando em reagentes, de forma que os dois coexistam em equilíbrio.
Grande parte das reações químicas não originam produtos que são formados a partir de uma conversão completa de reagentes, pois elas tendem a alcançar um estado de equilíbrio, caracterizado por uma situação em que asquantidades de reagentes e produtos se mantêm constantes ao longo do tempo (BERTHOLLET, C. L.). Uma reação reversível é representada pelas setas duplas: . Indicando que a reação ocorre tanto no sentido direto, reagentes originando produtos, quanto no inverso, produtos originando reagentes. Como exemplo temos a reação reversível de produção do ácido iodídrico:
H2 (g) + I2(g)2HI(g)
Quando as moléculas de hidrogênio e iodo colidirem, há uma certa chance da reação entre elas ocorrer, assim como quando as moléculas de ácido iodídrico colidirem entre si, há uma chance delas se dissociarem novamente em hidrogênio e iodo. No início da reação, quando ainda há toda a quantidade de reagente, as chances das moléculas de H2(g) e I2(g) se colidirem é máxima, logo a velocidade dareação direta também é máxima. Conforme os reagentes vão sendo consumidos, as chances de colisão entre eles vão diminuindo, consequentemente a velocidade de formação dos produtos também vai diminuindo, em contrapartida, conforme vai aumentando a quantidade de moléculas de HI(g), também aumentam as chances delas colidirem umas com as outras, voltando a formar moléculas de hidrogênio e iodo e portanto,aumentando a velocidade inversa da reação. Este processo ocorre até um momento em que os dois sentidos da reação ocorrerão na mesma velocidade, caracterizando assim, o estado de equilíbrio, conforme pode ser observado na figura a seguir:

Figura 2 - Velocidade das reações direta e inversa em função do tempo.
Onde V1 representa a velocidade da reação direta que é dada por:
V1 = K1 . [H] ....
tracking img