Entelagem e pintura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1426 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
LISTA DE EXERCÍCIOS T1 - ENTELAGEM
VALOR 15 pts – ENTREGA DIA 03/04/2013

Jordan Leão Avila Jacomo
Manutenção de aeronaves 2º Sem

1. CITE AS VANTAGENS DA ENTELAGEM NAS AERONAVES

R: São leveza, rapidez na fabricação, e baixo custo beneficio.

2. CITE AS DESVANTAGENS DA ENTELAGEM NAS AERONAVES

R: Limita a velocidade da aeronave; durabilidade e a cada 5 a 10 anos deve ser trocado.3. CITE 3 TIPOS DE FIBRAS SINTÉTICAS USADAS PARA ENTELAGEM.

R: Poliamida, conhecida tradicionalmente como nylon; a fibra de
acrílico chamada orlon; e a fibra de polyester conhecida como Dacron.

4. QUAIS OS ÚLTIMOS TIPOS DE FIBRAS SINTÉTICAS USADAS NOS
EUA, NA ENTELAGEM DE AERONAVES?

R: ceconite, stits polifiber, superflite

5. DEFINA:

a. URDIDURA(WARP)
R: A direção dos fios aolongo do comprimento do tecido.

b. PONTAS DE URDIMENTO(WARP END)
R: Ponta dos fios ao longo do comprimento.

c. TRAMA
R: A direção do fio através da largura do tecido.

d. COUNT
R: Número de fios por polegada na urdidura ou trama.

e. PREGA
R: Número de jardas feitas com linha.

f. VIÉS
R: Um corte feito diagonalmente na ur- didura ou na trama.

g. ACETINAR
R: Processo de amaciar otecido através de tratamento térmico.

h. MERCERIZAR
R: Processo de banho do fio de algodão ou tecido, em solução quente de
so- da-caústica. Tratamento submetido ao tecido, para encolhimento do
material e aquisição de maior resistência e brilho.

i. ENGOMAR
R: Ato de colocar goma no tecido e remover dobras.

j. PICOTAR
R: Arremate feito no bordo do teci- do, por máquina ou tesoura,numa
série con- tínua de “V”.

k. OURELA
R: A borda do tecido para evitar desfiamento.

6. QUAIS AS CLASSES DOS TECIDOS DE FIBRA DE VIDRO?

1. Classe A é um reforço completo ou parcial de tecido, aproveitado
para coberturas. Tecido de vidro não possui fixação direta na estrutura.
Essa cobertura composta deve ser considerada aero navegável até que
o tecido, que se encontra por baixo deledeteriore-se.

2. Classe B é um reforço de uma cobertura de tecido, onde o tecido de
fibra de vidro possui fixação direta com a cobertura original.

3. Essa cobertura composta é considerada aero- navegável, até o tecido
convencional (o que se encontra por baixo do reforço) ter-se deteriorado
a menos de 50% dos mínimos valores de resistência a tensão de um
tecido novo.

4. Classe C é umasubstituição da cobertura aplicada, ou
independentemente, ou sobre uma cobertura convencional. A cobertura
de fibra de vidro deverá possuir todas as características necessárias
para aero navegabilidade. Portanto, não dependerá da cobertura que se
encontra por baixo dela, se houver.

7. QUAL A VANTAGEM DAS BORDAS PICOTADAS, NA APLICAÇÃO DA
FITA DE SUPERFÍCIE?

R: A fita de superfície é umafita de acaba- mento, colada com dope
sobre cada nervura ou junção ponteada, para prover fino acabamento ,
alinhamento e uma boa aparência final. Ela po- de ser encontrada com
borda picotada, serrilha- da ou em linha reta, impregnada com um com-
posto selante. As bordas impregnadas de com- posto ou picotadas,
geram uma melhor aderên- cia a cobertura de tecidos.

8. ONDE SÃO APLICADAS ASFITAS DE REFORÇO?

R: A fita de reforço é usada sobre nervuras entre o tecido da cobertura,
prendendo-o para prevenir o rasgo (ruptura) na costura através do
tecido. Ela também é usada para assentamento da nervura transversal.

9. QUAL A FINALIDADE DOS CORDÉIS?

R: Os cordéis são usados para fixar os tecidos nas nervuras. O cordel
deve ser forte para proporcionar uma melhor aderência nostecidos das
superfícies superiores das asas e das nervuras, os quais conduzem
a carga para a estrutura principal da asa. O cordel também resiste ao
desfiamento, que pode ser provocado pela ação de flexão do tecido e
nervuras da asa.

10. QUAIS AS CARCATERÍSTICAS DE UM BOM REVESTIMENTO DE
ENTELAGEM DA AERONAVE?

R: Todo o revestimento deve estar esticado e liso, para um melhor
desempenho...
tracking img