Ensino da matematica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1727 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha: O ensino da matemática no Brasil

Nome: Fernanda Pinto Nunes

Esse texto apresenta uma breve revisão sobre a historia da Matemática no Brasil. De acordo com D’Ambrósio, os países periféricos não participaram do progresso da matemática antes do final do século XIX, ocorrendo até esse momento apenas uma recepção e não uma elaboração do conhecimento matemático.Valente, apresenta uma divisão do período para o estudo do desenvolvimento da matemática escolar no Brasil, delimitando 1730 a 1930, o período chamado por ele de‘’constituição da matemática escolar tradicional ou matemática escolar clássica’’.
Na fase inicial do colonialismo havia presente no inicio da companhia de Jesus uma considerável preocupação em relação à língua usada pelos nativos. Já o padre Jose de Anchieta veio a escrever a primeira gramatica e dicionário Tupi-Guarani, com a finalidade de instrumentar os missionários, não se percebeu a mesma preocupação emresgatar as atividades de natureza matemática desenvolvidas pelos nativos.
Encontramos em valente que pouco se sabe do ensino da matemática nos colégios jesuítas do Brasil ao longo dos duzentos anos de existência dessas escolas.
Há também em Miorim elementos que confirmam a ausência da matemática nos colégios jesuítas, somente em meados do século XVIII, as escolas jesuítas passaram a considerar oensino da matemática, mas somente em 1757 segundo valente ira se registrar o ensino da matemática como elemento autônomo.
Onde estaria então a origem da matemática escolar no Brasil?
Segundo valente, foi a necessidade de defesa e fortificação da colônia o embrião do ensino da matemática no Brasil, atrelado ao ensino militar. Para esse fim foi criada em 1699, no Rio de Janeiro a aula defortificações com o objetivo de ensinar a desenhar e fortificar, apesar de instituição em 1699 ainda em 1710 a aula não tinha iniciado devido à falta de livros e compêndios didáticos, bem como compassos e outros instrumentos.
Valente indica como primeiro momento do ensino da matemática no Brasil, as aulas de artilharia e fortificações do Rio de Janeiro, em 1738, sendo esse ensino reservado aos futurosoficiais militares ate a independência do pais, estando ai de alguma forma, o inicio da escolarização da matemática no brasil. Devemos assim, segundo o autor atribuir o desenvolvimento da matemática as necessidades de fortificação, artilharia e marinha e não aos jesuítas como se acreditava.
D’Ambrósio revela os esforços para a defesa como elemento de maior evidencia da matemática no Brasil; a utilizaçãodas obras de Belidor e Bezout marca uma nova etapa da matemática escolar no Brasil. Poderíamos chama-la de escolar institucional.
Todos brasileiros que pretendiam seguir seus estudos iniciados nas escolas e concluídos nos colégios jesuítas, só podiam fazê-lo partindo para os centros europeus.
Presenciou-se praticamente o desmonte do sistema educacional brasileiro, após a expulsão dos jesuítasem 1759, sendo criadas pela reforma pombalina as ‘’aulas regias’’. No entanto Miorim considera essas aulas como um retrocesso determinar os conteúdos e horários das aulas. A autora atribui à criação das aulas regias as modificações dos conteúdos escolares desse período a exemplo da introdução de novas disciplinas como álgebra, geometria e aritmética. Problemas de frequência a essas aulas deixavamduvidas sobre a popularidade.
Outro indicio que comprova que ate a primeira metade do século XIX era bem reduzido o numero de aulas avulsas de matemática; de duas aulas, uma de geometria e outra de aritmética, geometria e álgebra: a primeira não estava em funcionamento e a segunda, embora provida, não possuía alunos matriculados.
Foi a vinda da família real de Portugal para a então...
tracking img