engenho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1711 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de agosto de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Engenhos de açúcar
O engenho é o nome dado a uma unidade industrial especializada na transformação da cana-sacarina em açúcar ou outros derivados, como o melaço ou a aguardente de cana.
Faziam parte do engenho:
Casa-grande: construções sólidas e espaçosas, onde viviam o senhor de engenho e sua família (mulher, filhos e agregados). Era o centro da vida social e econômica do engenho.Capela: onde se realizavam os serviços religiosos católicos. Aos domingos e dias santos, a capela era o ponto de encontro da comunidade, ali realizavam os batizados, casamentos e funerais.
Senzala: era a moradia dos escravos. Era uma habitação rústica e pobre, onde os negros eram amontoados, sem nenhum conforto.
Engenho: instalações destinadas ao preparo do açúcar. A moenda, onde a cana era moída paraa extração do caldo; As fornalhas, onde o caldo era fervido e purificado em tachos de cobre; A casa de purgar, onde o açúcar era branqueado; Os galpões, onde os blocos de açúcar eram quebrados em várias partes e reduzidos a pó.

Na grande propriedade além dos canaviais, havia as pastagens para os animais usados no trabalho, plantação de alimentos apenas para o consumo interno, matas para ofornecimento de lenha e madeira. Havia as oficinas, estrebarias, casa dos cobres etc.
A aguardente era extraída da cana-de-açúcar, só que sua exportação era insignificante. A maior parte era consumida aqui na colônia e o restante usado na troca de escravos.

História dos engenhos
O primeiro engenho de açúcar registrado em território português pertenceu a Diogo Vaz de Teive, escudeiro do Infante D.Henrique, com contrato de construção datado de 5 de Dezembro de 1452. Localizava-se na Ilha da Madeira, no então lugar da Ribeira Brava, Capitania do Funchal. A força motriz deste engenho era a água da ribeira.3

Os primeiros engenhos da ilha eram todos movidos a água ou pela força de bois, sendo os cilindros construídos algumas vezes com madeira de til, nessa época muito frequente. Além dosengenhos, existiam também as alçapremas ou prensas manuais.
Não consta da documentação qual o processo de que se serviram os proprietários de engenhos e alçapremas para fabricar o açúcar, mas supõe-se que esse processo consistisse em fazer cozer as garapas em caldeiras até obter a consistência de um xarope espesso, sendo neste ponto transferidas para vasos furados no fundo, onde se depositariam oscristais, saindo o liquido pelos orifícios. Supõe-se também que na purificação dos açucares fossem empregados a água de cal e o carvão animal, produtos que a indústria moderna de produção açucareira igualmente utiliza.
A indústria da refinação dos açucares floresceu na Madeira no século XV, passando daqui para Lisboa e colónias do Reino. Acerca disto comentou o Dr. Álvaro Rodrigues de Azevedo,nas Saudades da Terra, que na metrópole “criou tantas fortunas particulares, com detrimento das colónias e da indústria saccharina mesma“.2

Produção
Moagem
A primeira etapa presente em todos os engenhos é a moagem da cana, quando é extraído o suco conhecido como caldo de cana ougarapa. Esse caldo é conduzido até um tanque, o parol, onde é armazenado.
Produção de cachaça
Na produçãode cachaça ou álcool, o caldo-de-cana fica armazenado para fermentação. Depois é destilado. Ver também: Alambique.
No Brasil, a cachaça foi inicialmente obtida pela fermentação e posterior destilação dos subprodutos da produção de açúcar como omelaço e as espumas. Assim, o engenho de açúcar era também produtor de cachaça. Posteriormente, em alguns engenhos, os subprodutos começaram a ser vendidos parafabricantes de cachaça que os utilizavam na produção da bebida. Já no século XX, com o emprego destes subprodutos em outras áreas industriais, os donos de alambiques tiveram que plantar a cana de açúcar e a partir do caldo de cana fermentado e depois destilado produziam (e ainda produzem) a cachaça. Assim, a fabricação da bebida desvinculou-se dos antigos engenhos. 8
Produção de açúcar
Já na...