Engenharia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8904 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3
2 DESENVOLVIMENTO 4
2.1 Contexto Histórico 4
2.2 Vida e obra 5
2.2.1 Tales de Mileto 5
2.2.2 Anaximandro 6
2.2.3 Anaxímenes 7
2.2.4 Xenófones 8
2.2.5 Heráclito 9
2.2.6 Pitágoras 10
2.2.7 Parmênides 12
2.2.8 Zenão de Eléia 12
2.2.9 Melisso de Samos 13
2.2.10 Anaxágoras de Clazômena 15
2.2.11 Empédocles deAgrigento 16
2.2.12 Leucipo 17
2.2.13 Demócrito 18
2.3 Princípios filosóficos e principais teorias 20
2.3.1 Escola Jônica 20
2.3.2 Escola Eleata 21
2.3.3 Escola Pitagórica 22
2.3.4 Escola de Pluralidade ou Jônica Posterior 25
3 CONCLUSÃO 26
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 27


1 Introdução


Este trabalho objetiva esclarecer abordagens a respeito dos filósofospré-socráticos, que a princípio foram nomeados desta maneira por que surgiram antes de Sócrates, porém, isto não é totalmente verídico. Na verdade, os pré-socráticos foram assim batizados mais por sua forma de pensar do que pelo período histórico em que viveram. Embora seja verdade que a grande maioria dos filósofos pré-socráticos viveram antes de Sócrates, alguns deles foram contemporâneos a ele ealguns vieram após sua morte.
A diferença entre os pré-socráticos e os filósofos que viriam depois é o enfoque de sua filosofia, ou seja, os pré-socráticos se concentravam em explicar qual é a origem de todas as coisas, qual era o princípio explicativo e causador das mesmas.
Esse princípio explicativo, era o elemento primordial (arqhé). Pelo fato de sua filosofia se focar completamente na natureza,os pré-socráticos também eram chamados de naturalistas ou filósofos da natureza.
Para Tales, o princípio explicativo de todas as coisas era a água. Anaximandro por sua vez dizia ser o apeíron (o ilimitado) tal elemento primordial, já Anaxímenes pensava que a origem de todas as coisas teria de ser o ar (pneuma), enfim, cada filósofo tinha uma visão própria a respeito da arqué. Heráclito deÉfeso, considerado introdutor da dialética (da Escola Jônica) tomou o fogo como elemento primordial. Além disso baseava-se no fato de que tudo no Universo está em constante mudança, em movimento, para justificar seu pensamento, ou seja, era um defensor do mobilismo, corrente que entrou em choque com o monismo defendido pelo filósofo Parmênides (da Escola Italiana), considerado o pensador do Ser, além deinaugurar a metafísica. Zenão se destacou entre os filósofos pré-socráticos, principalmente devido aos paradoxos.
Conhecer a história dos filósofos pré-socráticos, ou seja, sua origem, sua vida e obra, bem como suas Escolas, principais teorias e correntes por eles defendidas, é sem dúvida essencial para que se possa conhecer um pouco mais a respeito da filosofia; uma forma de pensamento quenasce na Grécia e está presente até hoje em nossas discussões cotidianas. Na filosofia tudo pode ser posto em questão, a discussão por sua vez está sempre em aberto, a fim de que se aperfeiçoe a atitude crítica.

2 DESENVOLVIMENTO



2.1 Contexto Histórico


Os filósofos pré-socráticos, também chamados naturalistas ou filósofos da physis, foram responsáveis pelo surgimento da primeiracorrente de pensamento da história, ou seja, o surgimento da filosofia, com destaque ao desenvolvimento do pensamento filosófico-científico, que promoveu a ruptura com o pensamento mítico-religioso (que apelava ao mistério, ao sobrenatural, à magia), visto que a sociedade grega começava a sofrer transformações significativas, tornando-se importante as atividades políticas e as trocas comerciais . Operíodo também é caracterizado pelo surgimento das cidades-estados ou pólis, pela emigração e pela fundação de colônias gregas em outras regiões. Em Atenas ressalta-se o governo de Sólon, que aboliu a escravidão por dívida e libertou todos os devedores. Realizaram-se as reformas que implementaram a democracia ateniense (escravista); contribuiu para tal, o governo de Clístenes, que deu continuação...
tracking img