Eles nao usam black tie analise

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (838 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS APLICADOS
SERVIÇO SOCIAL





ADRIANA C. DOS SANTOS














ANÁLISE DO FILME: ELES NÃO USAM BLACKE TIE


























Londrina
2007





ADRIANA C.DOS SANTOS






















ANÁLISE DO FILME: ELES NÃO USAM BLACKE TIE














Trabalho apresentado ao Curso de Serviço Social do Centro de EstudosSociais Aplicados da Universidade Estadual de Londrina como requisito parcial à disciplina de Movimentos Sociais e Direitos Sociais.


Professora: Márcia Pastor.Londrina

2007



Os movimentos sociais surgem com a crise da ditadura militar a partir da articulação da sociedade civil, abrindo para o surgimento inclusive dos movimentos sindicais.As abordagens dos movimentos sociais se voltam para a análise do movimento sindical pós anos 80, e o filme Eles não usam blacke tie aborda os movimentos sindicais que são a expressão da luta declasses.
Nesta passagem dos anos 70 para 80, período final da ditadura, após 15 anos de repressão. O filme relata um período de greves e movimentos de lideranças sindicais em São Paulo noano de 1979, uma greve operária, de reivindicação por melhores salários, condições dignas de trabalho e narra o confronto político-ideológico entre Otávio, um homem ligado às lideranças do movimentosindical, que passou alguns anos na cadeia devido à militância política reprimida pela ditadura militar, adere à greve mesmo contrariado com a decisão da categoria, que lhe parece precipitada.Participando dos piquetes em frente à fábrica, entra em choque com a polícia, é espancado e preso. E seu filho Tião, criado no período da ditadura, pensa em primeiro lugar no próprio futuro, nas vésperas dese casar com Maria que estava esperando um filho seu. É indiferente ao drama do pai e dos colegas, fura a greve com medo de perder o emprego e usa o direito de poder escolher, por viver em país...
tracking img