Ef pressao arterial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2373 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]





[pic]





[pic]









Trabalho feito para a disciplina de Educação Física

Nome da Professora: Sónia Picamilho

Título do Trabalho: Pressão Arterial

Nomes dos Alunos: André Seromenho; Maria Gomes; Mariana Soares & Miguel Palma

Nº: 4; 14; 15 & 20

Turma: 7ºB

Data: 21 de Novembro de 2011



Índice





✓ Introdução_____4

✓ Pressão Arterial___________________________5

✓ Hipertensão______________________________9

• Sintomas da Hipertensão_____________10

• Tratamento da Hipertensão_____________11

• Actividade Física no Doente Hipertensivo___12

✓ Hipotensão______________________________18

• Sintomas daHipertensão______________18

• Tratamento da Hipertensão____________19

✓ Definições_______________________________20

✓ Conclusão________________________________21

✓ Bibliografia______________________________22











Introdução



Neste trabalho, para a disciplina de Educação Física, vamos falar da Pressão Arterial.

A pressão arterial é a forçaexercida pelo sangue contra as paredes das artérias.

Com este trabalho pretendemos saber mais sobre o funcionamento do nosso corpo.













Pressão Arterial

O significado de pressão arterial só se tornou possível a partir de 1880, quando Von Basch, na Alemanha, idealizou o primeiro aparelho, que nada mais era que uma bolsa de borracha cheia de água e ligada a uma colunade mercúrio ou a um manómetro. Comprimindo-se a bolsa de borracha sobre a artéria até o desaparecimento do pulso obtinha-se a pressão sistémica. Em 1896, um médico italiano, Riva-Rocci, substituiu a bolsa por um manguito de borracha e a água pelo ar.
A medida da pressão diatómica teve que esperar por mais 9 anos, até que um jovem médico russo, Nikolai Korotkov descobrisse os sons produzidosdurante a descompressão da artéria.
[pic]
A expressão pressão arterial refere-se à força exercida pelo sangue contra as paredes das artérias à medida que é bombeado o coração.
A pressão arterial bem como a de todo o sistema circulatório encontra-se normalmente um pouco acima da pressão atmosférica, sendo a diferença de pressões responsável por manter as artérias e demais vasos "inflados".
A pressãoarterial medida na altura em que o coração se contrai, ou seja, quando este bombeia o sangue, dá-se o nome de pressão arterial sistólica (algumas pessoas referem-se a este valor como 'máxima').
À pressão arterial medida na altura em que o coração relaxa, dá-se o nome de pressão arterial diastólica (ou mínima).
Normalmente a pressão arterial é mostrada com a sistólica na frente da diastólica –exemplo 140/80 mmHg (milímetros de mercúrio).
Todo este processo é observado no ciclo cardíaco, entre um batimento do coração e o batimento logo a seguir, ou seja, no momento em que o coração ejecta o sangue na aorta mediante contracção do ventrículo esquerdo - encontrando-se a válvula mitral fechada e a válvula aórtica aberta - quando a compressão cardíaca é máxima, há força máxima nas paredesarteriais no que resulta uma pressão máxima no interior destas. A pressão sobe em virtude da oposição imposta pelos vasos secundários e ao fim pelos vasos capilares, vasos gradualmente mais finos, à circulação do sangue. Esta fase no ciclo cardíaco chama-se fistule, sendo a pressão neste instante então chamada de pressão arterial sistémica.
Imediatamente antes do próximo batimento cardíaco - com aválvula aórtica fechada e a mitral aberta, com o ventrículo esquerdo terminando a sua expansão ao encher-se com o sangue a ser bombeado no próximo ciclo e com grande parte do sangue anteriormente bombeado na aorta já escoado através dos vasos secundários - a compressão das artérias é mínima, registando-se por tal a menor pressão arterial ao longo do ciclo cardíaco. Ressalta-se que esta pressão -...
tracking img