Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2853 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE MACAÉ
ADMINISTRAÇÃO
ECONOMIA
AMALIA MARQUES GOMES - 395291
JACQUELINE DIB LOPES - 393655
MAYARA DA SILVA ROSALINO - 396820
TAYTA ANTUNES CASINI – 395998
VERONICA CRUZ CARVALHO TIL - 391926
FAST-FOOD
MARIA RENATA DALPIAZ
MACAÉ – 14/09/2012













INTRODUÇÃO
Fast-food, (em inglês "comida rápida" e em Portugal “comidapronta”), é o nome genérico dado ao consumo de refeições que podem ser preparadas e servidas em um pequeno intervalo de tempo.
O McDonald's foi o primeiro restaurante a usar o sistema de linha de montagem, mas algumas pessoas pensam que o White Castle foi a primeira cadeia de fast food, pois mudou a percepção que o público tinha em relação aos hambúrgueres.
Em 1948 os irmãos McDonaldabriram seu restaurante repaginado. Muitas cadeias de fast-food que existem até hoje abriram logo depois e outras cadeias, como Carl's Jr., KFC e Jack in the Box que existiam antes do Sistema de Serviço Rápido, modificaram suas técnicas de cozimento após o início.
INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO CONSUMIDOR
Alguns fatores foram determinantes para a mudança dos hábitos alimentares, além de umaestabilidade econômica proporcionada pelo processo de industrialização, a aceitação e o ingresso da mulher no mercado de trabalho. Com essas mudanças as refeições tradicionais foram sendo substituídas por refeições que proporcionam maior praticidade e rapidez.
Uma pesquisa feita pela Shopper Experience com quase 6 mil consumidores de todo o país mostrou que 55% dos entrevistados vão a redes defast-food pelo menos uma vez por semana e somente 2% nunca vão.
Enganam-se os que pensam que os consumidores mais comuns do fast-food são os jovens, adolescentes e crianças. Esse hábito também é comum entre os adultos de 25 a 34 anos.
Apesar de o tempo ser prioridade, os consumidores não estão dispostos a abrir mão da qualidade. Para 56% dos entrevistados o fator mais importante na escolhado lugar é o sabor da comida. Em segundo lugar vem a higiene do local. Apenas 3% escolhem o preço.
No Brasil, 70% dos consumidores preferem as lojas localizadas nas praças de alimentação de shoppings. Ainda segundo a pesquisa, os restaurantes mais frequentados no país são: McDonald´s (44% ), Subway (17%), Burger King (8%), Habib´s (7%), Spoleto (5%), Giraffas e Bob`s (4% cada).
Com acorreria dos dias de hoje, as pessoas estão sempre com pressa, com pouco tempo para realizar as atividades diárias e isso inclui também o tempo de fazer as refeições.
Por essa falta de tempo é que as pessoas procuram cada vez mais os serviços de fast-food.
Segundo pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o setor de fast-food indica que, em 2012,aproximadamente 27 milhões de brasileiros gastem 30% da renda mensal em refeições externas.
Esse percentual ainda está fortemente concentrado nas classes A/B, que participam com estimados 67% do total do consumo fora do lar. Do lado da demanda ocorreu uma mudança significativa da pirâmide social, com aumento expressivo do potencial de consumo das classes C e D e a consequente migração para segmentos maisaltos, como resultado do aumento da renda real das famílias.
HISTÓRICO DA EVOLUÇÃO DO MERCADO CONSUMIDOR
As empresas preocupadas em consolidar suas posições no mercado consumidor, vão em busca de inovações tecnológicas através de técnicas e instalações de equipamentos, métodos de aplicação de serviços. Decorrente dessas necessidades, as redes de fast-food foram se adaptando ao longo dosanos conforme podemos conferir abaixo.
DRIVE-THROUG

É difícil imaginar um fast-food sem as janelas do drive-through. Eles existem desde a década de 30 e muitos restaurantes no estilo drive-in tiveram alguma forma de janela drive-up. Contudo, os sistemas de alto-falantes comumente usados para comunicar os pedidos não existiam até a década de 50 e o duplo drive-through, usado em muitos...
tracking img