Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3714 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENÁRIO MACROECONÔMICO 2012

ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE – ETENE Superintendente José Narciso Sobrinho Ambiente de Estudos, Pesquisas e Avaliação Gerente: Gerente Wellington Santos Damasceno Macroeconômicos, Célula de Estudos Macroeconômicos, Industriais e de Serviços Gerente: Gerente Laura Lúcia Ramos Freire Autores: Antonio Ricardo de Norões Vidal, Francisco RaimundoEvangelista, José Varela Donato, José Wandemberg Rodrigues Almeida, Laura Lúcia Ramos Freire, Consultores Externos: Assuéro Ferreira, Roberto Alves Gomes, João Mairton de Moura Vernacular: Revisão Vernacular Hermano José Pinho

Setembro/2011

2

QUADRO-RESUMO - CENÁRIO 2012 PIB BRASIL: 4,57% PIB NORDESTE: 5,04% INFLAÇÃO BRASIL: 4,74% INFLAÇÃO NORDESTE: 5,55% (média de Fortaleza, Recife eSalvador) EXPANSÃO DO CRÉDITO NO NORDESTE: 16,0%

1. CENÁRIO INTERNACIONAL O cenário internacional para 2012 apresenta-se à beira de uma recessão. As economias avançadas estão endividadas, em função do socorro necessário ao setor privado na crise de 2008, e não há consenso, na União Européia, em se resolver a crise da dívida soberana dos PIIGS (Portugal, Itália, Irlanda, Grécia e Espanha),principalmente da Grécia. Existe um risco de nova crise no sistema financeiro já que os grandes bancos são os maiores credores dos países. O Banco Central Americano, em sua reunião, encerrada dia 21/09, enxerga riscos associados à instabilidade do sistema financeiro. Manteve a sua taxa básica de juros entre zero e 0,25 até meados de 2013. As projeções para as economias avançadas apontam para a manutençãode baixo crescimento e desemprego. As medidas que serão tomadas na área da Europa, não devem ter como foco o combate à inflação, como era o discurso do Banco Central Europeu, e sim ao nível de desemprego. A China deve continuar como base de sustentação dos mercados de commodities, mas com meta de crescimento rebaixada se as economias da Europa e dos EUA entrarem em recessão, dado que uma políticade estímulo, liderada por incentivos aos investimentos levam à inflação, bolhas de ativos e empréstimos podres no médio prazo. A expectativa sobre a economia chinesa é de crescimento um pouco abaixo do intervalo 9% - 10%. Vale registrar ainda os conflitos em várias nações do Oriente Médio e da África. A elevação dos preços de matérias-primas, combustíveis e alimentos é fator de tensão em nívelmundial. Diante desse quadro, alguns países em desenvolvimento ganham destaque, notadamente os chamados BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). A dotação de recursos naturais, bem como a sua utilização de forma racional, ganha importância. O acidente nuclear no Japão, por sua vez, acirra o debate sobre as matrizes energéticas do futuro.

3

1.1. Produto Interno Bruto - PIB Aeconomia mundial deverá crescer 4,0% em 2012, e para a Organização Mundial do Comércio (OMC), o PIB global deve se elevar em apenas 2,5% neste ano. A taxa de crescimento do PIB dos países desenvolvidos, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI) será moderada: EUA – 1,8%; União Europeia – 1,4%; Reino Unido – 1,6% e Japão – 2,3%. O desemprego permanecerá elevado nessas nações e a União Europeiacontinuará enfrentando períodos de tensão, com a possibilidade de desencadear uma nova crise no sistema financeiro. Os países emergentes e em desenvolvimento, por outro lado, deverão crescer 6,1%. Pressões inflacionárias, contudo, ameaçam algumas dessas nações emergentes, tendo em vista a alta dos preços das commodities e dos alimentos e considerando os elevados fluxos de capitais de curto prazo paraesses países. A atuação dos países emergentes, na contenção das pressões inflacionárias, aumenta a probabilidade de um menor patamar de crescimento da economia mundial.

1.2. Commodities Tendência de alta nos preços de produtos agropecuários, minerais e combustíveis por conta da elevada demanda dos países em desenvolvimento, notadamente as nações asiáticas. Os conflitos no Oriente Médio e em...
tracking img