Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1240 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho realizado por: Soraia Pinheiro


Recursos Humanos: educação e formação profissional; investigação e o desenvolvimento
Portugal no contexto da
União Europeia:
Recursos Humanos

Índice


Introdução………………………………………………………………………………………………………………………….…….3
A evolução de educação e formação profissional em Portugal………………………………………………...4
Como afecta a qualificaçãoprofissional e de escolaridade a economia nacional………………………7
Investigação e Desenvolvimento em Portugal………………………………………………………………………….9
Conclusão……………………………………………………………………………………………………………………………….11
Bibliografia……………………………………………………………………………………………………………………………..12

Introdução

No âmbito da disciplina de Economia A, na realização do meu trabalho individual de pesquisa, optei por escolher otema “Portugal no contexto da União Europeia: Recursos Humanos” abordando mais propriamente a educação e formação profissional bem como a investigação e o desenvolvimento quer em Portugal quer na União Europeia. Elegi este tema uma vez que nos últimos anos tem sido alvo de alguma atenção, visto que um país pode ser avaliado pelo seu nível de qualificação, investigação e desenvolvimento.A evolução da educação e
formação profissional em Portugal

Sabe-se que Portugal no que toca á educação e á formação profissional é um dos países menos instruídos, não só porque actualmente tem uma população envelhecida, mas porque até á bem pouco tempo Portugal não ligara muito a essa questão.
Foi então no ano de 1989, três anos após da nossa adesão á União Europeia, quePortugal comparado com os restantes membros já aderentes foi considerado dos países com menor qualificação académica. Começaram então desde logo a serem elaboradas formas de combater os baixos níveis de escolaridade assim como o abandono escolar precoce, mas esses não foram muito eficazes, uma vez que também não se investiu muito nesse campo (figura 1).
Em 2000 entrou então um novo plano emacção para que fossem combatidos os problemas anteriormente referidos entre outros, e este teve por nome estratégia e Lisboa. A estratégia de Lisboa é um plano de desenvolvimento estratégico, que esta sujeita a alterações constantemente, e que pretende ser a resposta da União Europeia aos desafios da competitividade económica global no século XXI. O desenvolvimento de uma economia baseada noconhecimento afirmou-se como objectivo central. O conhecimento e a inovação surgem como factores centrais e diferenciadores para a competitividade da economia europeia no mundo.
Nas últimas décadas, Portugal tem feito um enorme esforço de qualificação escolar da população, que se traduziu em progressos substanciais em matéria de educação. No entanto o país continua a apresentar um déficeestrutural de formação e qualificação da população, e ainda se encontra um pouco á quem dos objectivos da União Europeia (figura 2).


Actualmente Portugal apresenta um sistema de ensino dividido em quatro partes: Educação Pré-escolar, Ensino Básico, Ensino Secundário e Ensino Superior. Mas, é apenas obrigatório frequentar o Ensino Básico, que corresponde a nove anos escolares(figura 4).

Figura 2
Embora tenha vindo a diminuir progressivamente em Portugal na última década, o abandono escolar precoce continua a assumir uma expressão bastante elevada por comparação com os níveis verificados na UE-15 e a 27. A observação do gráfico permite verificar que a taxa de abandono escolar precoce conheceu em Portugal uma diminuição superior a 11 pontos percentuais entre1998 e 2008, valor bastante acima da tendência média nos países da UE-15 e a 27.



Figura 3


Como podemos observar através deste gráficos Portugal, no ano de 2008, continua a ser dos pais que menos qualificação apresenta comparativamente aos 27 países da União Europeia, sendo apenas ultrapassado pela Malta. Portugal apresta-se também muito abaixo da média dos 27 da União...
tracking img