Economia planificada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1063 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFICAS
colegiado de DIREITO




ECONOMIAS PLANIFICADAS

Feira de Santana – Bahia
Novembro de 2012



ECONOMIAS PLANIFICADAS



Trabalho apresentado ao Professor Demerval Padilha da Disciplina Fundamentos da Economia do Curso de Direito visando a discorrersobre o tema Economias Centralizadas.


Feira de Santana – Bahia
Novembro de 2012
Introdução
Em toda parte do mundo, é raro encontrar sociedades tradicionais ou
pré-industriais, salvo as exceções de alguns grupos isolados que resistem ao
avanço da modernização, a atividade industrial se desenvolve, e o comércio se
multiplica, e o campo vai perdendo pessoas eas cidades crescem em ritmo
acelerado.

Aqui será tratado como funciona a economia planificada nesse mundo
capitalista. Verá que para que exista uma economia planificada é preciso que
os meios de produção sejam todos estabilizados, para isso o Estado passará a
ser proprietário de todas as empresas importantes, fazendo com que este seja
responsável pelo controle da atividade econômico.

SegundoRossetti em seu livro Introdução à Economia, a economia
central surgiu com técnicas de estatísticos e economistas, que dominavam
técnicas econométricas como Kondratieff, Makarov e Groman, desenvolveram
estudos para a implantação de um sistema centralizado de planificação, com
qual poderia ser viabilizada a economia coletivista de comando central.

Economia Planificada
Recebe o nomede economia planificada ou economia centralizada ou ainda economia centralmente planejada  o sistema no qual a organização econômica, as decisões econômicas em geral de uma nação são determinadas por um plano e não pelo mercado. Tal plano é elaborado pelo Estado, isto é, por autoridades e técnicos que trabalham em setores estatais. O resultado é um programa, válido por um determinado período, geralmentede cinco anos, a prática usual dos países que adotaram tal modelo de economia (plano quinquenal). Para que exista uma economia planificada é preciso que todos os meios de produção sejam estatizados. Assim, o Estado passa a ser o proprietário de todas as empresas importantes: bancos, indústrias, meios de transporte, e a atividade econômica é controlada por uma autoridade central que estabelece metasde produção e distribui as matérias primas para as unidades de produção.
A partir daí, as autoridades governamentais serão responsáveis pela centralização e controle de todas as decisões de aspecto econômico e financeiro. Os preços na economia planificada não obedecem à lei da oferta e da procura, fundamental numa economia de mercado (o sistema inversamente proporcional à economia planificada)massim às decisões estatais. A consequência disso é que, caso falte um produto no mercado, seu produto não irá aumentar, e ao mesmo tempo, outro produto que tenha procura em demasia não sofrerá aumento de preço algum. As empresas, cujo objetivo principal seria não seu lucro mas o progresso do país, não têm tanta preocupação com sua eficiência e o risco de falência ou concordata, como nas economiascapitalistas. Têm apenas que cumprir as metas traçadas e realizar a produção e distribuição da melhor forma possível, atendendo as necessidades da população.
Em uma economia planificada não há desordem na produção. Sua forma mais conhecida é o tipo de economia que foi adotada, durante cerca de 70 anos, pelo regime comunista-bolchevista da União Soviética e por seus países satélites, bem como pelaChina no período do "Grande Salto à Frente" (1958-63). Nesse sistema a escolha da proporção entre quanto do PIB deve ser investido, e quanto deve ser consumido, torna-se uma decisão política centralizada.
Os planos econômicos governamentais são responsáveis ainda por decidir como, quando e onde serão vendidos os produtos e a mão de obra no país inteiro. Na economia planificada também não existe...
tracking img