Economia de mercado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1413 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU
ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS


JOSÉ CLÁUDIO DE SOUZA SACRAMENTO






ECONOMIA E GESTÃO











Salvador
2012
JOSÉ CLÁUDIO DE SOUZA SACRAMENTO









ESTRUTURAS DE MERCADO


Trabalho apresentado ao Curso de Tecnólogo
em Análise e Desenvolvimento de Sistemas da
Faculdade Maurício de Nassau, comorequisito para obtenção da primeira nota do
semestre 2012.2

Orientadora: Profª Meire Jane



Salvador
2012
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO..................................................................................................04DESENVOLVIMENTO......................................................................................05
CONCLUSÕES.................................................................................................10
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.................................................................11













































INTRODUÇÃO




Tema: Estruturas de Mercado (Concorrência Perfeita, ConcorrênciaMonopolística, Oligopólio e Monopólio)

























DESENVOLVIMENTO


Concorrência Perfeita

A concorrência perfeita é uma representação idealizada dos mercados de bens e serviços. Nesse mercado, a interação da oferta e demanda determina o preço.

• Um mercado em concorrência perfeita é aquele no qual existem muitos compradores e muitos vendedores, de formaque nenhum comprador ou vendedor individual exerce influência sobre o preço.

Para que esse processo ocorra de maneira correta, a criação formal dos mercados perfeitamente competitivos requer que se cumpram as quatro condições seguintes:

• Existência de elevado número de ofertantes e demandantes. Implica que a decisão individual de cada um deles exercerá pouca influência sobre o mercadoglobal. Assim, se um produtor individual decide aumentar ou reduzir a quantidade produzida, esta decisão não influi sobre o preço de mercado do bem que produz.
• Homogeneidade do produto. Supõe que não existe diferença entre o produto que vende um ofertante e o que vende os demais.
• Transparência do mercado. Requer que todos participantes tenham pleno conhecimento das condições geraisem que opera o mercado.
• Liberdade de entrada e saída de empresas. Todas as empresas participantes poderão entrar e sair do mercado de forma imediata. Assim, por exemplo, se uma empresa está produzindo calçados esportivos e não obtém lucros, abandonará esta atividade e começará a produzir outros bens mais lucrativos.

Quando se cumprem simultaneamente todas as condições anteriores, dir-se-áque é um mercado de concorrência perfeita, cuja essência não está na rivalidade nem na dispersão da capacidade de controle que os agentes econômicos podem exercer sobre a marcha do mercado. Isso se deve ao fato de que quanto mais repartido o poder de influir nas condições do mercado, menos eficazes serão aquelas ações discricionárias que objetivam manipular a quantidade disponível de produtos eos preços do mercado.

Ainda que as restrições citadas sejam muito restritivas e poucos os produtos sujeitos a esses mercados, o modelo de concorrência perfeita é útil não só porque é aplicável a certos produtos agropecuários, mas também porque muitos outros mercados se aproximam desse modelo, de forma que as predições derivadas dele têm ampla aplicação.


Concorrência Monopolística

Oscustos da empresa monopolista apresentam o mesmo comportamento que foi analisado para uma empresa em concorrência perfeita, já que as condições objetivas que regulam a produção (função de produção e preço dos insumos) são as mesmas, independendo do tipo de mercado em que atua a firma.

A diferença entre os mercados de concorrência perfeita e monopólio reside no formato da curva de demanda pelo...
tracking img