Econometria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3883 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA TAXA DE CÂMBIO E DO VOLUME DE COMÉRCIO INTERNACIONAL NAS EXPORTAÇÕES DA CIDADE DE DIADEMA


INTRODUÇÃO


Este trabalho tem como objetivo explorar de forma clara e objetiva, os conteúdos desenvolvidos na aula de Econometria do módulo de Análise Multivariada de Dados, ministrada pelos professores da Universidade Metodista, Sandro Maskio e Sebastián Escobar.Assim, esta produção consiste na elaboração de um modelo econométrico que explique a função de exportação através das variáveis Taxa de Câmbio e Fluxo do Comércio Internacional.
A teoria econômica dita que quando a taxa de câmbio e o fluxo de comércio internacional se elevam, as exportações tendem a assumir a mesma trajetória. Nosso intuito é testar essa hipótese para o município de Diadema noestado de São Paulo. Para tal foram usados o método dos mínimos quadrados ordinários e testes para averiguar os resultados do método, a saber: Teste de Normalidade, Teste de Heterocedasticidade, Teste de Não-linearidade e Teste de Multicolinearidade. Todas as explorações foram desenvolvidas no software Gretl.


















CONTEXTUALIZAÇÃO


O espaço urbano deDiadema expandiu-se a partir da migração de nordestinos e mineiros para a região e com a influência do parque industrial automobilístico de São Bernardo do Campo. A princípio, Diadema consistiu em “cidade-dormitório” para os trabalhadores de São Bernardo.
Historicamente, sua estrutura produtiva foi voltada à importação. O estímulo à exportação surgiu somente quando passou a abrigar em seuterritório indústrias de médio e grande porte.
Diante da necessidade de fortalecer a competitividade exportadora de Diadema, esta participou, em 2006, do projeto "ExportaCidade", desenvolvido pela Secretaria de Comércio Exterior. Dentre as ações desenvolvidas neste projeto destacam-se o fortalecimento de parcerias entre governo federal, setores públicos, privados e entidades de classe; acapacitação de pequenos e microempresários em assuntos de comércio exterior; e a instalação de núcleos de apoio aos exportadores em parceria com instituições locais.
Entretanto, no período de análise deste trabalho, que compreende janeiro de 2005 a abril de 2012, a balança comercial de Diadema manteve-se negativa.
Atualmente, no ano de 2012, os principais produtos importados pela cidade sãopartes de máquinas e pigmentos. Enquanto resíduos de ferro e aço; máquinas e ferramentas para estampar metais; e partes e acessórios para automóveis foram os produtos com maior volume de exportação.
Os principais países de origem das importações são a Alemanha, a China e os Estados Unidos. A maior parte das exportações é destinada à Argentina, China e Índia. Em relação a blocos econômicos, oMercosul é o que recebe o maior volume de exportações de Diadema e a União Européia representa as maiores importações.
Analisando as importações e exportações nas contas nacionais, os produtos que têm maior representatividade para ambos são insumos industriais para bens intermediários.
Em anexo estão disponíveis tabelas com dados detalhados.



REFERENCIAL TEÓRICO


TEORIA DABASE EXPORTADORA

A teoria da base exportadora foi uma das primeiras teorias do crescimento regional. Em sua forma mais simplificada, a teoria da base exportadora sugere que o crescimento do produto e do emprego regional é uma função da demanda exógena pelas exportações desta região, assumindo-se perfeita elasticidade de oferta de insumos e demanda por exportações. O crescimento é geradonão apenas através de vendas diretas de produtos para exportação, mas também através de um multiplicador de renda Keynesiano: um crescimento da renda associado com o crescimento das exportações regionais resulta em aumentos adicionais na demanda por bens locais, o que, por sua vez, leva a um crescimento adicional na renda regional (LEICHENKO, 2000, p. 304).
North (1975) estendeu a...
tracking img