Dom casmurro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2116 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
*Dom Casmurro
Introdução
Dom Casmurro é um romance escrito por Machado de Assis em 1899 e publicado pela Livraria Garnier. Foi escrito para sair diretamente em livro, o que ocorreu em 1900, embora com data do ano anterior. Completa a "trilogia realista" de Machado de Assis, ao lado de Memórias Póstumas de Brás Cubas e Quincas Borba, tendo sido esses dois escritos primeiramente em folhetins.considerado por alguns a obra-prima de Machado. Além de ter sido traduzido para outras línguas, continua a ser um de seus livros mais famosos e é considerado um dos mais fundamentais de toda a literatura brasileira.
Personagens
BENTINHO – Bento Santiago, o narrador-personagem que conta suas memórias, membro da elite carioca do século XIX.
CAPITU – Capitolina, grande amor de Bentinho, personagemde origem pobre, mas independente e avançada.
ESCOBAR – o melhor amigo de Bentinho, a quem conheceu quando estudaram juntos no seminário.
DONA SANCHA – mulher de Escobar, ex-colega de colégio deCapitu.
DONA GLÓRIA – mãe de Bentinho, adora o filho e é também muito religiosa. Quer que o garoto se ordene padre como cumprimento de uma promessa que fez.
JOSÉ DIAS – agregado que vive de favoresna casa de dona Glória. Suposto médico, tem o hábito de agradar aos proprietários da casa com o uso de superlativos.
TIO COSME – irmão de dona Glória, viúvo e advogado.
PRIMA JUSTINA – prima de dona Glória, que, segundo o narrador, não tinha papas na língua.
PEDRO DE ALBUQUERQUE SANTIAGO – pai de Bentinho, faleceu quando o filho ainda era muito pequeno.
SENHOR PÁDUA E DONA FORTUNATA – paisde Capitu, que viam no possível casamento da filha com Bentinho uma possibilidade de ascensão social.
EZEQUIEL – filho de Capitu, sobre o qual o narrador sustenta forte dúvida quanto à paternidade, pois o garoto tinha grande semelhança física com Escobar.
Resumo
Bento Santiago, um advogado de meia idade, vive sozinho numa boa casa, em bairro distante do centro do Rio de Janeiro onde éconhecido como Dom Casmurro. Para preencher a vida pacata de viúvo sem filhos, Dom Casmurro resolve contar suas lembranças, isto é, atar as duas pontas da vida, a adolescência e a maturidade. Adolescente, Bentinho descobre-se apaixonado pela menina da casa ao lado, a Capitu. Inteligente, com idéias atrevidas, Capitu convence Bentinho a não concordar com o projeto de sua mãe, Dona Glória, senhora viúva erica, que queria fazê-lo padre. Bentinho tanto encanta-se pela firmeza de Capitu quanto fica fascinado por seus cabelos, pelos olhos de ressaca e começa a conhecer as regras do amar.
A vida toma o rumo que desejam os apaixonados: depois do seminário, do curso de Direito em São Paulo, casam-se. A vida corre feliz até o dia em que brota o ciúme, de tudo e de todos. A história de amor transforma-senuma história de suspeita de traição. O ciúme faz de Bento Santiago um homem cruel e perverso. Mordido pela dúvida de que o pequeno Ezequiel seja não seu filho, mas de seu amigo Escobar, com que aparenta visível semelhança, impõe a separação à Capitu. Para todos os efeitos, o bacharel rico enviava o filho, acompanhado da mãe para estudar na Suíça. Nunca mais Bentinho encontrou Capitu, que morrena Europa. Só revê o filho uma vez, antes de o rapaz morrer de tifo, numa viagem científica a Jerusalém.
*O Cortiço
Introdução
O objetivo deste trabalho é mostrar de forma concisa a influência do meio sobre as personagens criadas por Aluísio Azevedo, ou seja, as transformações sofridas por pobres e ricos e pelo próprio Cortiço.
Aluísio não tem preocupações sociais. Ele somente aponta osfenômenos que provocam a desagregação social e a degradação individual, estes serão os temas abordados ao longo do trabalho.
Personagens
Os personagens da obra são psicologicamente superficiais, ou seja, há a primazia de tipos sociais. Os principais são:
JOÃO ROMÃO – taverneiro português, dono da pedreira e do cortiço. Representa o capitalista explorador.
BERTOLEZA – quitandeira, escrava cafuza...
tracking img