doce

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 115 (28696 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS – UNIMONTES
Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação
Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social – PPGDS

ANDRÉA MARIA GUISOLI MENDONÇA

REFORMA PSIQUIÁTRICA EM MONTES CLAROS:
PERSPECTIVA HISTÓRICA

Montes Claros – MG
Março / 2009

ANDRÉA MARIA GUISOLI MENDONÇA

REFORMA PSIQUIÁTRICA EM MONTES CLAROS: PERSPECTIVA
HISTÓRICADissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Desenvolvimento Social, da
Universidade Estadual de Montes Claros, como
requisito parcial para a obtenção do título de
Mestre em Desenvolvimento Social.

Orientadora: Profª Dra. REGINA CÉLIA CALEIRO

Montes Claros – MG
Março / 2009

ANDRÉA MARIA GUISOLI MENDONÇA

REFORMA PSIQUIÁTRICA EM MONTES CLAROS: PERSPECTIVA
HISTÓRICA

Dissertaçãoapresentada ao Programa de Pósgraduação
em
Desenvolvimento
Social,
da
Universidade Estadual de Montes Claros, como
requisito parcial para a obtenção do título de Mestre
em Desenvolvimento Social.

Orientadora: Profª Dra. REGINA CÉLIA CALEIRO

Membros:

_________________________________________________

_________________________________________________

Montes Claros – MG
Março /2009

A Zé Márcio, Marco e Sofia,
meus amores.

AGRADECIMENTOS

À Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES;

À Prof. Dra. Regina Célia Lima Caleiro, minha orientadora, por acreditar na minha proposta
de trabalho;

Aos professores do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Social – PPGDS, por
me apresentarem realidades que eu ainda desconhecia nestes meus quase vintesanos de Norte
de Minas;

Aos professores Simone Lessa e Antônio Caldeira Prates, pelas valiosas sugestões durante a
minha qualificação;

Aos funcionários do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Social – PPGDS,
Fernanda, Vanessa e Cláudio, sempre tão disponíveis e atenciosos;

Aos colegas do mestrado, em especial, Shirley, Jack, Joyce e Elisa, amizades conquistadas
que quero fazerperdurar;

Aos meus colegas da saúde mental de Montes Claros que dividiram tantos momentos comigo,
seja no dia-a-dia do trabalho, nas festas, nas lidas ... ;

Aos funcionários do CAPS II e Diretoria Regional de Saúde que me auxiliaram na coleta de
dados, disponibilizando, gentilmente, o material necessário.

A história é um carro alegre, cheio de gente
contente que atropela indiferentetodo aquele que
a negue.
Milton Nascimento

MENDONÇA, Andréa Maria Guisoli. REFORMA PSIQUIÁTRICA EM MONTES
CLAROS: Perspectiva Histórica. 2009. Qualificação (Mestrado em Desenvolvimento Social)
– Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros, 2009. xxp.

RESUMO

A psiquiatria, enquanto disciplina que se apropria da loucura baseando-se na produção de um
saber mediado pela ciência,coloca o tratamento moral como único modo de restabelecer a
razão ao insano, apresentando o manicômio como principal aparato institucional para o seu
exílio. Basaglia (2005) ao apresentar a noção de desinstitucionalização, introduz uma nova
possibilidade de tratamento da loucura. No Brasil, a partir da Reforma Sanitária, a
possibilidade de reorganização dos serviços de saúde se fortalece. Noque diz respeito ao
tratamento da loucura, são estabelecidos os chamados serviços substitutivos, que vêm
reorganizar a assistência em saúde mental. Em Montes Claros, desde o início da década de 80,
assistimos a uma tentativa de modificar os aparatos institucionais para o atendimento do
doente mental. Entretanto, antes mesmo destas tentativas, Montes Claros destaca-se no
cenário nacional porter sido um dos municípios brasileiros que desenvolveu uma experiência
de descentralização e hierarquização de serviços de saúde pioneira no Brasil. A proposta deste
trabalho é analisar a maneira como se organizaram os serviços substitutivos de saúde mental
em Montes Claros, desde a década de 80 – quando se estabelece o Internato Rural de
Psicologia – até os dias de hoje, avaliando a...