Despesa nacional e o rendimento nacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6516 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Despesa nacional e o rendimento nacional

[pic]

Índice

1. – Produto e Rendimentos Nacionais

1-Estudo sobre o rendimento Nacional
a)-Distribuição e redistribuição do rendimento Nacional
b)-Papel do orçamento do Estado na redistribuição do rendimento Nacional
c)-Rendimento Nacional e os problemas da sua determinação
d)-Rendimento Nacional a custode factores

2-Avaliação dos Rendimentos Nacionais e seus métodos

3-Produto Nacional bruto, Produto Nacional líquido, Rendimento Nacional, Produto Interno, Rendimento Pessoal e Rendimento Disponível

4-Produtos Internos Brutos e respectivas Capitações

5-Rendimento e Despesas Nacionais

6-Cálculo do Rendimento Nacional
a)-A preços do mercadob)-Na óptica do produto
c)-Na óptica do rendimento
d)-Na óptica da despesa

2. – Contabilidade Nacional

1-Medida da eficiência de um sistema económico

2-Cálculo do Produto Nacional Bruto
a)-A custo de factores
b)-A preços de mercado
c)-PNB e o produto interno bruto

3-Indice de preços
a)-O deflactor do PNB
b)-OConsumidor

4-PNB real e nominal

5-Problemas no calculo do PNB

6-PNB e renda pessoal disponível

7-Consumo, Investimento e Gastos de Estado

8-Posição do Investimento Externo Líquido

9-Poupança, Investimento, Orçamento do Estado

3.0 - Conclusão

4.0 - Bibliografia

1. – Produto e Rendimentos Nacionais

1 – Estudo sobre orendimento nacional

a) – Distribuição e redistribuição do rendimento Nacional

A distribuição do rendimento Nacional, sob o capitalismo é determinada pelo facto seguinte: a propriedade dos meios de produção está concentrada nas mãos dos capitalistas e dos proprietários da terra que exploram o proletariado e os camponeses. Isto faz com que o rendimento Nacional não seja distribuído nointeresse dos trabalhadores, mas sim no interesse das classes exploradoras.
Os rendimentos dos trabalhadores provem do seu trabalho pessoal e formam rendimento de trabalho próprio. A fonte de rendimento das classes exploradoras e o trabalho dos operários e dos camponeses e artesãos, os rendimentos dos capitalistas e donos das terras baseiam-se na exploração do trabalho alheio e constituemrendimentos sem trabalho próprio. Uma parte do rendimento Nacional é aplicada nos chamados ramos improdutivos (assistência medica serviços sociais etc.). Outra parte é absorvida pelos capitalistas que exploram os operários assalariados após dedução das despesas, salários etc.
Destes rendimentos, os proprietários das empresas dos ramos improdutivos pagam os salários aos operários assalariados, ecobrem as despesas correspondentes aos materiais e equipamentos etc. obtendo um determinado lucro.
O pagamento dos serviços deve compensar os gastos dessas empresas para assegurar a taxa média de lucro.
Parte do rendimento Nacional é destinada a satisfazer as necessidades pessoais dos trabalhadores, que constituem a força produtiva fundamental da sociedade. Outra parte destina-se ao consumoimprodutivo dos capitalistas e latifundiários, que gastam grandes somas na compra de objectos de luxo.

b) – Papel do orçamento do Estado na redistribuição do rendimento Nacional

O orçamento do estado é um instrumento pelo qual se efectua a redistribuição de uma parte do rendimento Nacional no interesse das classes exploradoras. Adopta a forma de um conjunto anual de receitas provenientesdos impostos e empréstimos, sendo redistribuídos pela máquina Estatal, (diversos Ministérios com as suas despesas de sobrevivência), pelos exércitos, policias, despesas de órgãos públicos etc. Marx escreveu que o orçamento do Estado Capitalista «é um orçamento de classes um orçamento para a burguesia».
Os impostos denominam-se directos quando incidem sobre os rendimentos de particulares, e...
tracking img