Desmundo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (392 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A última metade do século XIX, caracterizada como a época dos neogramáticos, uma geração de lingüistas da Universidade de Leipzig, questionando certos pressupostos tradicionais da práticahistórico-comparativa, estabelece uma orientação metodológica diferente para a mudança lingüística. A fonética passa a explicar as transformações lingüísticas e, segundo Georges Mounin (1968:29), é a História,ciência piloto do pensamento do século, que se conserva no centro da teoria lingüística.
O início desse movimento é marcado pela publicação da revista Investigações Morfológicas, fundada por HermannOsthoff e Karl Brugmanm. Para eles, a língua deve ser vista ligada ao indivíduo falante. Assim, introduzem uma orientação psicológica subjetivista na interpretação dos fenômenos de mudança – a línguaexiste no indivíduo e as mudanças se originam nele.
Segundo os neogramáticos, as mudanças sonoras ocorrem num processo de regularidade absoluta, ou seja, as mudanças afetam a mesma unidade fônica emtodas as suas ocorrências, no mesmo ambiente e em todas as palavras, não admitindo exceções e, se há, o fato se deve ao desconhecimento do processo ou à mudança por analogia.
Mudança por analogiasignifica, para os neogramáticos, alteração na forma fonética de certos elementos de uma língua por força de seus paradigmas gramaticais regulares.
O lingüista alemão H. Paul condensa o pensamentoneogramático no livro Princípios fundamentais da história da língua,publicado em 1880, em que defende a busca dos princípios fundamentais da mudança nos fatores psíquicos e físicos, tomados como determinantesdos objetos culturais como a língua. Para H. Paul, a Lingüística é uma ciência histórica, ou melhor, não pertence às ciências naturais cujas leis estabelecidas são atemporais, não variando nem com opassar do tempo nem segundo aspectos socioculturais específicos.
Embora os neogramáticos tenham sido criticados por muitos lingüistas, é Hugo Schuchardt que chama a atenção para a grande...
tracking img