Desenvolvimento vegetativo em diferentes hastes da planta de mandioca em função da época de plantio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4416 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Ciência Rural, Santa Maria, Online Desenvolvimento vegetativo em diferentes hastes da planta de mandioca em função da época de plantio.

1

ISSN 0103-8478

Vegetative development on different stems of cassava as a function of planting date

Lovane Klein FagundesI Nereu Augusto StreckII* Sidnei José LopesII Hamilton Telles da RosaIII Lidiane WalterIII Alencar Junior ZanonIII

RESUMOEstudos sobre o desenvolvimento vegetativo da mandioca cultivada nas condições subtropicais do Brasil são escassos. O objetivo deste trabalho foi determinar o filocrono e o número final de folhas na haste principal e nas ramificações simpodiais de uma variedade de mandioca em diferentes épocas de plantio, em condições de clima subtropical. Um experimento de campo foi conduzido em Santa Maria, RioGrande do Sul (RS), com quatro datas de plantio: 26/09/2006, 18/10/2006, 08/11/2006 e 28/11/2006. A variedade usada foi a FEPAGRO RS13, com caule do tipo simpodial tricotômico, no delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro tratamentos (datas de plantio) e quatro parcelas de 4,0 x 9,0m, com cinco fileiras e espaçamento 0,80 x 0,80m. Em seis plantas por parcela selecionadasaleatoriamente, foi feita a contagem semanal do número de folhas visíveis (NF) e do número final de folhas (NFF) da haste principal (HP) e das ramificações simpodiais de primeira (RS1) e de segunda (RS2) ordem. O filocrono (ºC dia folha-1) foi estimado para HP, RS1 e RS2 pelo inverso do coeficiente angular da regressão linear entre NF e soma térmica acumulada, considerando a temperatura base de 14ºC. Ofilocrono aumentou na seqüência HPRS2. Ambos filocrono e NFF variaram com a época de plantio, sendo o fotoperíodo uma possível causa da variação. Dentro das ramificações simpodiais RS1 e RS2, o filocrono e o NFF não são diferentes entre as hastes. Palavras-chave: filocrono, número de folhas, aparecimento de folhas, graus-dia, Manihot esculenta. ABSTRACT Studies on the vegetative development ofcassava grown in subtropical conditions of Brazil are scarce. The
I

objective of this study was to determine the phyllochron and the final leaf number on the main stem and on sympodial branches of a cassava variety grown in different planting dates in a subtropical climate. A field experiment was conducted in Santa Maria, RS, with four planting dates: 09/26/2006, 10/18/ 2006, 11/08/2006 and11/28/2006. The variety FEPAGRO RS13, with tricotomic growth habit, was used in a complete randomized design with four treatments (planting dates) and four 4.0 x 9.0m plots with five rows and 0.8 x 0.8m spacing in each planting date. On the main stem (MS) and on the first order (BR1) and second order (BR2) sympodial branches of six plants per plot randomly selected, the number of visible leaves (NL) on aweekly basis, and the final leaf number (FLN) were measured. The phyllochron on MS, BR1 and BR2 was estimated by the inverse of the slope of the linear regression of NL against accumulated thermal time, assuming a base temperature of 14ºC. Phyllochron increased in the sequence MSBR2. Both phyllochron and FLN varied according to planting date, with photoperiod being a possible cause of suchvariation. Within BR1 and BR2 sympodial branches, phyllochron and FLN were not different among stems. Key words: phyllochron, leaf number, leaf appearance, degreedays, Manihot esculenta.

INTRODUÇÃO A mandioca (Manihot esculenta L. Crantz) é uma planta nativa do Brasil e foi extensamente disseminada pelos portugueses durante os séculos XVI e XVII para áreas tropicais e subtropicais da África, da Ásia edo Caribe. É base de múltiplos produtos, como

Programa de Pós-graduação em Agronomia, Centro de Ciências Rurais (CCR), Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Departamento de Fitotecnia, CCR, UFSM, Avenida Roraima, 1000, 97105-900, Santa Maria, RS, Brasil. E-mail: nstreck1@smail.ufsm.br. *Autor para correspondência. III Curso de Agronomia, CCR, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.
II...
tracking img