Desenvolvimento economico anhanguera

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2684 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Desenvolvimento Econômico do Brasil
No início de nossa história colonial verificou-se o predomínio da vida rural sobre a vida urbana. Engenhos, fazendas, currais e campos de pastagens caracterizaram a nossa atividade econômica.
A mineração a partir dos fins do século XVII e até os meados do século XVIII trouxe novo aspecto à nossa vida colonial provocando movimento migratório do litoral para ointerior e a fixação de grandes conglomerados humanos em torno das minas recém-descobertas.
O comércio foi regulamentado pela coroa, beneficiaram-se e estimularam-se companhias pelo sistema de monopólio, as quais realmente não atendiam às necessidades vitais de um harmónico desenvolvimento econômico social.
A vida rural
Num quadro geral e muito reduzido a formação econômica do Brasil colonialpode ser assim esquematizada:
a) ciclo do pau-brasil;
b) ciclo do açúcar;
c) ciclo do gado;
d) ciclo da mineração.
Até o início do século XVIII nossa vida económica baseava-se na atividade rural com o desenvolvimento da agricultura e da pecuária, ao lado da extração do pau-brasil. A indústria surgia espontaneamente ligada àquelas atividades: usinas, curtumes, tecelagem,dependendo respectivamente da lavoura canavieira, do gado e da lavoura algodoeira.
PROGRESSO DA AGRICULTURA
O ciclo do açúcar
Localizados a princípios somente na orla litorânea, não tardaram os engenhos e canaviais a internarem-se no sertão. A área da lavoura canavieira alargou-se consideravelmente ao findar o século XVII. Cresceu a massa de produção, desenvolveu-se o volume de exportação para umapopulação que de 100 000 almas em 1600 dobrava em 1700.
A lavoura açucareira trouxe o predomínio da vida rural sobre a vida urbana. À exceção das sedes de governo onde se verificava alguma concentração humana, a população distribuía-se peios engenhos, pelas usinas e canaviais, distanciados entre si por grandes desertos demográficos. A falta de estradas, as dificuldades de transporte, aumentavamainda mais o isolamento em que viviam. No panorama do ciclo do açúcar houve, porém, durante a ocupação holandesa certo gosto pela vida citadina. Olinda e Recife, abrigando funcionários e colonos da Companhia das índias Ocidentais que fazia do comércio sua atividade principal, transformam-se em dois núcleos de intensa vida urbana.O trabalho nos engenhos tornava-se cada vez mais complexo.Havia doistipos principais: o engenho real de grande montagem, exigindo alentado capital; e a engenhoca mais modesta, de produção reduzida.
O título de Senhor de Engenho não era apenas indicativo de uma situação económica privilegiada, mas também de uma posição de hierarquia social cuja posse dependia de mercê real e era concedido em carta régia como nos títulos de fidalguia. Mantinham as leis da nobreza,viviam vida faustosa.
Ciclo do gado
Introduzido o gado em São Vicente e na Bahia em 1534 e 1549, respectivamente, para formar uma retaguarda econômica na vida agrícola, não tardou que seu desenvolvimento imprevisto o transformasse numa atividade rural autônoma. Currais e campos de pastagem se multiplicaram de tal forma, que, em 1701, uma carta’ régia proibia a aproximação do gado aquém de umafaixa litorânea de 10 quilômetros a fim de não danificar os canaviais. O gado era indispensável para o serviço da lavoura, empregado nos transportes e na movimentação das almanjarras das engenhocas.
Área do gado. — Já tratamos no capítulo da Unidade II da penetração da pecuária partindo da zona açucareira do norte para o nordeste e para o sul. Constituiu-se assim uma grande área de povoamento defraca densidade demográfica nas fazendas, currais, invernadas e pastagens.
Na Bahia, a pecuária alastrou-se pelo São Francisco, de onde passou ao rio das Velhas, rio das Rãs, rio Tejuco, rio da Prata Preto e Paracatu (Minas), médio Jacuípe, médio Paraguaçu, médio Itapicuru na Bahia. Em Sergipe, nos rios Real c Sergipe. Em Pernambuco, desenvolveu-se no vale do Pajeu, atravessando ali a atual linha...
tracking img