Desafio meio ambiente

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6643 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESPONSABILIDADE SOCIAL E MEIO AMBIENTE







RESPONSABILIDADE SOCIAL E MEIO AMBIENTE



Sumario
Introdução 4
Política nacional do meio ambiente 10
Saneamento ambiental 12
Planejamento ambiental 18
Referencias 24

INTRODUÇÃO

A Organização das Nações Unidas (ONU), formada por quasetodos os países do mundo,
realiza reuniões para discutir sobre temas importantes para a humanidade e um desses assuntos é o meio ambiente. Dois desses eventos foram de importância fundamental para o balizamento da questão ambiental no mundo: a - Conferência de Estocolmo - 1972 e Conferência do Rio de Janeiro - 1992.
A Conferência de Estocolmo teve como objetivo conscientizar os países sobre aimportância de se promover à limpeza do ar nos grandes centros urbanos, a limpeza dos rios nas bacias hidrográficas mais povoadas e o combate à poluição marinha. Na ocasião, a preservação dos recursos naturais foi formalmente aceita pelos países participantes e a Conferência, na Suécia, culminou com a Declaração de Estocolmo sobre o Meio Ambiente. A partir daí a questão ambiental tornou-se umapreocupação global e passou a fazer parte das negociações internacionais. Foi criado, ainda em 1972, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) com sede em Nairóbi, Kenya. Sobre a Conferência do Rio, em 1992, o objetivo principal foi discutir as conclusões e propostas do relatório "Nosso Futuro Comum", produzido em 1987 pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente (comissão criada pelaONU, no final de 1983, por iniciativa do Pnuma). No relatório, importantíssimo na busca do equilíbrio entre desenvolvimento e preservação dos recursos naturais, destaca-se o conceito de desenvolvimento sustentável, definido como "aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade das gerações futuras de atenderem às suas próprias necessidades". Nessa Conferência foramproduzidos documentos fundamentais entre eles a Agenda 21 assinada pelos governantes dos países participantes, onde ratificam o compromisso de adotar um conjunto de atividades e procedimentos que, no presente, melhorarão a qualidade de vida no planeta, conforme definido no relatório "Nosso Futuro Comum". No capítulo XXVIII, a Agenda 21 diz que, sem o compromisso e cooperação de cada municipal, nãoserá possível alcançar os objetivos firmados no documento. Cada municipalidade é convocada a criar, com plena interferência e debate de seus cidadãos, uma estratégia local própria de desenvolvimento sustentável. Essa Agenda 21 local é o processo contínuo pelo qual uma comunidade (bairro, cidade, região) deve criar planos de ação destinados a adequar as suas necessidades à prática de viver dentrodo conceito que se estabeleceu como sustentável. O pacto entre o meio ambiente e o desenvolvimento, celebrado no Rio, foi uma conquista importante dos países mais pobres, que acrescentaram à questão de sustentabilidade ambiental os problemas, não menos presentes, da sustentabilidade econômica e social!. Neste sentido a Agenda 21 deve ser entendida corno instrumento transformador de planejamentoestratégico e participativo, a serviço de todos os cidadãos, introduzindo em cada município novos padrões administrativos mais equilibrados, valorizando as oportunidades únicas de uma Natureza que nos oferece muito mais do que podemos utilizar. Cuidar da natureza é um assunto que diz respeito a todos nós, e o melhor caminho é fazer o uso correto e equilibrado do patrimônio natural que possuímos queestá se perdendo pelo consumo excessivo de alguns e pelo desperdício de outros. Logo, o saneamento ambienta I deve focalizar a integração mundial para o desenvolvimento sustentável, garantindo a sobrevivência da biodiversidade e questões prioritárias como o bem-estar da população e a preservação ambienta!. Cidades sustentáveis, eis o desafio a seguir, integrando-as às suas florestas, às terras...
tracking img